terça-feira, 17 de abril de 2012

Projeto ELA (Especiais, Lindas, Amadas)


.
A história da mulher chinesa é marcada por lutas e conquistas quase diárias. Mesmo entre as minorias étnicas e nas províncias mais pobres, a mulher é oprimida pelos padrões de beleza impostos pela sociedade.
.
As jovens muçulmanas da etnia hui trabalham como empregadas domésticas ou garçonetes, em média 14 horas por dia, quase sem folga. Comem e dormem no emprego para economizar, e seu salário, mesmo baixo, é enviado mensalmente aos pais para ajudar no sustento da família.
.
Ao reunir-se com jovens desta etnia para assistir filmes, a missionária Mali - bióloga e massoterapeuta por formação - percebeu que o assunto predileto era estética. Pensou então, que algo simples como um tratamento de beleza seria capaz de trazer esperança de vida àquelas moças.
.
Assim nasceu o Projeto ELA - Especiais, Lindas e Amadas - que visa o bem-estar e principalmente a salvação dessa nova geração de chinesas através da oferta de serviços estéticos e de beleza gratuitos.
.
"Quando a gente conhece uma menina que veio de uma vila, que tem uma jornada de trabalho quase escrava, que não tem dinheiro, não sai, não consegue comprar nem coisas básicas de higiene, e oferece um tratamento para cuidar de sua aparência, isso mexe muito com seu coração e sua autoestima..." - Missionária Mali
.
Faça parte deste projeto de transformação orando por estas jovens chinesas ou adotando o Projeto ELA.
.
.

ou acesse o blog

.

Nenhum comentário: