sábado, 25 de fevereiro de 2012

Medo e Coragem

.
 “Então andarás seguro no teu caminho, e não tropeçará o teu pé. Quando te deitares, não temerás; deitar-te-ás o teu sono será suave. Não temas o pavor repentino, nem a arremetida dos perversos quando vier. Porque o Senhor será a tua segurança, e guardará os teus pés de serem presos”. (Provérbios 3:23-26).
.
.
Vivemos num mundo onde muitos estão escravizados pelo medo. O calabouço do pânico está lotado. Esta prisão é fria e escura, e uma multidão incontável de pessoas vive por detrás terríveis grades do pavor. São muitas as causas que produzem o medo no coração humano. As fontes geradoras do pavor são inúmeras. No entanto, a Bíblia ensina que a origem do medo se deu como consequência do pecado do homem. No livro de Gênesis 3:9-10 está escrito:
.
“E chamou o Senhor Deus ao homem, e lhe perguntou: Onde estás? Ele respondeu: Ouvi a tua voz no jardim, e, porque estava nu, tive medo e me escondi”. A causa primária da existência do medo é o pecado. Uma vez que o pecado causou a separação do homem em relação a Deus, toda a raça humana foi invadida pelo temor. Os danos causados pela entrada do pecado no seio da raça humana são inimagináveis. Por causa da rebelião, o homem tornou-se um ser extremamente egoísta. Devido à queda, a vida do homem ficou marcada pelo julgamento, crítica mordaz, avareza, mentira, inveja, engano... medo. O homem tornou-se escravo de muitos sentimentos ruins, contudo, dentre os mais terríveis, o medo está em destaque.
.
Em meio a tanta insegurança nos nossos dias, como podemos ter paz em nossos corações? Numa sociedade solapada pela violência, de que modo podemos nos sentir seguros? Morando numa “selva de pedras”, cercados de tanta injustiça social, incertezas política e econômica, será que podemos dormir em paz? O medo é tanto em nossos dias, que já se pensa em abrir mão do direito de privacidade em nome da segurança.
.
Muitos são vítimas de um medo imaginário ou virtual. A preocupação, em qualquer nível, é danosa. Em muitos casos, os que estão dominados por este sentimento, entram por um terrível vale de tormento, e ali permanecem sufocados pelo pavor. O dia seguinte, na vida de muitas pessoas, tem aniquilado a qualidade de seu viver. O medo do futuro, o medo de perder os bens, o medo de doença, o medo de não ser aceito, o medo de não conseguir atender às expectativas dos outros, o medo da morte, enfim medo, medo, medo... Qualquer tipo de tormento paralisa a sua vítima. O medo é um emissário satânico na vida do ser humano. O pavor rouba a paz do coração do homem.
.
É fundamental destacarmos: o Senhor Jesus Cristo realizou no calvário uma obra perfeita de salvação. Em sua morte e ressureição, Ele nos libertou do nosso pecado. A obra de nossa salvação é tanto substitutiva como inclusiva: Lemos, em Romanos 6:5, “Porque se fomos unidos com ele na semelhança de sua morte, certamente o seremos também na semelhança de sua ressurreição”.
.
Para nós o custo da salvação é zero, entretando, para Deus custou a vida de seu Filho bendito. Uma vez salvos, ganhamos o status de filhos de Deus. E todos os filhos de Deus têm as promessas de seu Pai registradas na Bíblia. Cabe a todos os que crêem neste fato, tomarem posse destas verdades para desfrutarem uma vida de vitória. A questão é: Há possibilidade, em meio ao caos, de trilharmos um caminho de segurança? Será possível para o homem livrar-se do pânico que domina o seu coração? Graças a Deus, podemos responder afirmativamente a estas perguntas.
.
Veja algumas situações que desencadeiam o medo no coração dos homens, e, em seguida, algumas razões de encorajamento. Todas as respostas estão fundamentadas em textos bíblicos. A firmeza, a confiança e a confissão da palavra de Deus estão diretamente ligadas com a vitória dos filhos de Deus.
.
1 – Suprimentos diários: uma das causas que gera insegurança no homem está relacionada com a questão do comer, beber e o vestir. O coração de muitos, arde de medo, preocupados com o mantimento e o vestido diários. Mas a palavra de Deus afirma: Não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo quanto ao que haveis de vestir. “Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais que as vestes? Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valei vós muito mais do que as aves?” (Mateus 6:25-26). Jesus nos ensina a simplesmente observar as aves do céu. Alguém se lembra de ter visto algum pardal, com penas brancas em sua cabeça de tanto se preocupar com o que vai comer no dia seguinte? Pense na primeira coisa que o passarinho faz ao acordar. E o que ele faz antes de dormir? O louvor dos pássaros atinge o céu. E o nosso?
.
2 – Não consigo dormir: A noite, para muitos, é um tormento. Não dormem se estiverem sozinhos ou se as luzes não estiverem acesas. Entram em pânico por qualquer movimento que lhes pareça estranho.  Ouvem todos os tipos de barulho.  O fantasma noturno tem perseguido uma grande multidão. Isto é escravidão. Contudo, a Palavra de Deus aponta: “Em paz eu me deito e logo pego no sono, porque, Senhor, só tu me fazes repousar seguro. Quando te deitares, não temerás, deitar-te-ás e o teu sono será suave”. (Salmo 4:8 e Provérbios 3:24). Pense nas palavras de Walter Knight: “Quando o medo bater à porta do seu coração, mande a fé abri-la, e você verificará que não existe ninguém lá”.
.
3 – Tenho pavor da solidão: Não poucas pessoas sofrem do terrível mal da solidão. O medo de ficar só escraviza muita gente. Não é difícil ouvirmos: Será que vou me casar? Estou ficando, será que meus filhos vão cuidar de mim? De fato, a solidão provoca o medo. Alguém disse: todos nós temos, intrinsicamente, o desejo de pertencer a alguém. Deus nos criou para pertencermos a Ele. Isto porém, só é possível por meio de Jesus Cristo.
.
Não há lugar para a solidão para aqueles que estão em Cristo. O profeta disse: “Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu. Porque eu, o Senhor teu Deus, te tomo pela mão direita, e te digo: Não temas, que eu te ajudo”. (Isaías 43:1ª e 41:13). A expressão “não temas”, ocorre 365 vezes em toda a Bíblia, uma para cada dia do ano.
.
4 – E o amanhã?:  Uma multidão sem fim, sofre da síndrome do “fantástico”. Quão terrível é para muitos, o domingo, principalmente a noite. Como será o amanhã? O medo de novamente encarar o dia seguinte, escraviza a muita gente. O amanhã é um algoz. Não há coração que suporte tamanha ansiedade. Sem dúvida, um dos combustíveis do medo é a preocupação com o futuro. Porém, a Bíblia diz: “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas diante de Deus as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graça” (Filipenses 4:6). Com certeza, as labutas da vida são grandes e difíceis, no entanto, a ansiedade vai funcionar apenas como um gatilho do tormento. Viva o hoje, e entregue a Deus o seu amanhã.
.
5 – A falta de segurança: Estamos à mercê de um mundo perverso. A cada dia que passa, sentimos mais medo. O escuro nos apavora. As trancas de nossas casas são reforçadas. Os alarmes são sofisticados. Criamos verdadeiras fortalezas protegidas pela alta tecnologia, contudo, o pavor continua. O medo impera em muitos corações. O que fazer diante desta situação? Nos trancar, aumentar os instrumentos de segurança? Para aqueles que confiam em Deus há uma promessa: “Não te assustarás do terror noturno, nem da seta que voa de dia, nem da mortandade que assola ao meio-dia” (Salmo 91:5-6). Será que dá para confiar naquele que criou as estrelas do céu? Não só as criou, mas teve o cuidado de dar nome a cada uma delas: “Levantai ao alto os vossos olhos, e vede. Quem criou estas coisas? Aquele que faz sair o seu exército de estrelas, todas bem contadas, as quais ele chama pelos seus nomes; por ser ele grande em força e forte em poder, nem um só vem a faltar” (Isaías 40:26).
.
6 – O pavor dos demônios: Esta é uma área onde muitas pessoas estão escravizadas. O medo do sobrenatural tem mantido muita gente acorrentada. Sim, os demônios são reais, e podem tanto possuir pessoas (não salvas), como também oprimi-las. Esta opressão também pode atingir àqueles que nasceram de novo. A maior arma que o inimigo tem contra os santos é a ignorância. Prestemos atenção no que Cristo fez a favor dos salvos: “Para que, por sua morte, destruísse aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo” (Hebreus 2:14b). As escrituras ensinam que: “Maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo” (I João 4:4b). Se você é uma nova criatura em Cristo Jesus, não há o que temer. O diabo já foi derrotado. Se você crê nesta verdade: “Estou crucificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em vive” (Gálatas 2:19b-20a), não precisa ter mais pavor, pois o inimigo não pode tocar o salvo por Jesus. Creia neste fato, e desfrute da vitória que Cristo lhe deu!
.
7 –Tenho medo da morte: Segundo consta, as pessoas têm muito mais medo de falar em público do que a morte. Mesmo isto sendo um fato, o pavor da morte mantém muitos debaixo de opressão. Todas as seitas religiosas trazem seu próprios conceitos sobre a morte. Os evolucionistas e os ateus também têm as suas definições a respeito deste assunto. Há também aqueles que nem querem pensar sobre isto. Contudo, a Bíblia enche de esperança os regenerados.
.
O Senhor Jesus falou: “Não temas; eu sou o primeiro e o último, e aquele que vive; estive morto, mas eis que estou vivo pelo séculos dos séculos, e tenho as chaves da morte e do inferno” (Apocalipse 1:17b-18). Nenhum santo precisa temer a morte, pois o túmulo está vazio, o nosso Senhor Jesus ressuscitou pelo poder do Pai celestial.
.
A promessa do Senhor é clara: “E, quando eu for, e vos preparar o lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também” (João 14:3). Lembre-se que o nosso Senhor venceu a morte. E aquele que nasceu de novo, tem em si a vida eterna. Só os santos gozam desta esperança.
.
A firmeza na palavra de Deus, a nossa confiança incondicional nela, e a confissão, que é a homologação da verdade de Deus em nossas vidas, fazem com que tenhamos uma vida isenta das terríveis garras do pavor. Sejam quais forem as origens do medo, a palavra de Deus é o nosso escudo e proteção. Ela é a espada que nos leva a uma vida vitoriosa. Os que desfrutam de uma vida em destemor, não são crentes excepcionais, são apenas cristãos normais. A palavra de Deus é a razão de todo o nosso encorajamento.
.
Reflexão por Albert Martins Oliveira Filho
Fonte: REVISTA PIB - Primeira Igreja Batista de Curitiba
artigos de 2009 e 2010
texto adaptado de Tomaz Germanovix


sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Provérbios 31:30


Enganosa é a beleza e vã a formosura,
mas a mulher que teme ao SENHOR,
essa sim será louvada.

Provérbios 31:30


fonte da imagem: calendário de mesa 2009 - Smilingüido - Luz e Vida
com alterações na imagem

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Noites Missionárias (92a Assembléia da CBB)


Nos dias 20, 21, 22, 23 e 24 de Janeiro de 2012 aconteceu a 92a Assembléia da Convenção Batista Brasileira,  em Foz do Iguaçu-PR.

2012: Ano da Educação Cristã

Ênfase: Desafiados à prática da Bíblia para ser padrão de Integridade

Tema: SER COMO CRISTO PRATICANDO A BÍBLIA!

Divisa: "...Até que Cristo seja formado em vós". (Gálatas 4:19b)

Esses dias foram bençãos!! Principalmente nos dias 22 e 23, que foram noites missionárias.

48 pessoas foram batizadas (primeira vez batismo em uma assembléia da CBB); coro da Cristolândia participou; missionários voluntários da TransPR estiveram presentes no domingo a noite; um coral formado por coralistas de vários coros do Paraná cantou; e até mesmo um argentino e um angolano que viveram na cracolândia e foram libertos deram testemunho.

Glória a Deus!!
Ele é Fiel!!!
Toda honra a Seu nome.