domingo, 30 de outubro de 2011

Alcançando indígenas não aldeados em Mato Grosso do Sul

vista parcial do acampamento
Após 18 anos de ministério com povos indígenas de Rondônia, os missionários Samuel e Ilma de Souza mudaram-se para Dourados (MS) com o objetivo de alcançar os índios não-aldeados desse município. Em Dourados, as aldeias estão bem próximas da cidade. Essa proximidade tem gerado uma série de problemas sociais e espirituais às etnias Kaiwá, Guarani e Terena.

Direcionados pelo Senhor, Samuel e Ilma começaram a visitar as aldeias Jaguapiru e Bororó, situadas nas proximidades de Dourados. Nessas aldeias, eles conheceram indígenas e não indígenas que estão ajudando-os a encontrar os acampamentos existentes na cidade. No acampamento conhecido como Mudas, eles encontraram o líder, que os recebeu com entusiasmo, dizendo que foi o Espírito Santo que moveu o coração deles para irem ali. Para a tristeza dos missionários, foi possível ver índios vivendo em uma situação precária, necessitando de itens básicos para a sobrevivência, como alimentos, roupas e remédios. Há também a carência espiritual, que só pode ser suprida por meio da salvação, com o ensino e crescimento baseados na Palavra de Deus.

pastor Samuel e Ilma com os irmãos indígenas

Os índios ali encontrados também precisam de auxílio para tratar da área emocional, pois estão vivendo um tempo de perdas constantes, que resultam no envolvimento com álcool e até drogas. Os missionários ficaram tristes ao ver tantos quadros de desespero e tristeza, pois sabem que isso pode gerar homicídios e suicídios. O objetivo do trabalho dos obreiros nessa área é desenvolver um projeto que atenda a comunidade nas áreas sociais e educacionais, e, principalmente, o ensino da Palavra de Deus. “Esperamos como resultado desse projeto, que vidas sejam salvas e haja crescimento e formação de líderes capazes de dar continuidade à igreja de Cristo. E que tenham melhores condições de sobrevivência para eles e suas famílias”, disse o missionário.

Samuel e Ilma ainda conversaram com dois outros líderes indígenas, irmãos consanguíneos, que mostram interesse em participar dos trabalhos propostos pelo casal. Os índios contaram que já tinham sido acompanhados por membros de outras denominações evangélicas, mas, atualmente, não há nenhum outro grupo religioso prestando atendimento naquele local. Os obreiros perceberam também que o trabalho descompromissado de outros grupos acabou gerando um sincretismo religioso.

O desafio de alcançar os indígenas de Dourados também faz parte da campanha 30 Dias de Intercessão pelos Povos Indígenas, promovida pela Junta de Missões Nacionais durante todo o mês de abril. Participe dessa campanha e apóie obreiros e projetos que representam os batistas brasileiros entre os silvícolas. É tempo de impactar a nação!

Fonte: Revista PAM BRASIL - ano 04 edição 10



domingo, 23 de outubro de 2011

Jovem, a hora é esta! (Projeto Radical - JMM)

Doe um tempo de sua vida em um campo de Missões Mundiais!



Se você tem mais de 18 anos - possui o ensino médio ou curso superior completo - pode ser mais um a fazer parte dos missionários do Projeto Radical.

- Doe 11 meses de sua juventude num campo da América Latina, fazendo parte da próxima turma dos Radicais Latino-Americanos.

- Viva uma experiência inesquecível, durante dois anos, em um dos países africanos de fala portuguesa, através do Projeto Radical Luso-Africano.

- Você também pode, através do Projeto Radical África, sinalizar o Reino de Deus, durante 4 anos, aos mulçumanos ou entre povos não-alcançados no Norte ou Noroeste da África.

O que é o Radical - Voluntários Sem Fronteiras
Um novo paradigma missionário, um modelo estratégico e revolucionário, uma maneira diferente de fazer missões. A JMM investe em jovens para levar o Evangelho integral até os confins da Terra. São três Projetos Radical:
África (norte e noroeste do continente),
Luso-Africano (países africanos de língua portuguesa) e
Latino-Americano (América do Sul).
Em breve serão outros, para que o mundo todo seja alcançado.

Junte-se a nós!

A razão do Projeto: alcançar os povos sem Cristo
No mundo existem bilhões de pessoas que nunca ouviram o Evangelho e ainda não foram alcançadas pelo amor de Deus. São povos que não têm nenhuma porção da Bíblia em seu idioma. A maioria caminha longe de Deus, presa a tradições, a rituais pagãos ou a sistemas religiosos opressores.

Quem irá?

Objetivos
-> Preparar jovens, capacitando-os a servir ao Senhor em situações de crise e circunstâncias imprevisíveis e adversas.
-> Treinar vocacionados que estejam verdadeiramente dispostos a renunciar a si mesmos, prontos para realizar qualquer trabalho com firmeza na Palavra de Deus, demonstrando o amor de Cristo com suas vidas.
-> Enviar missionários a regiões do mundo onde há pouco ou nenhum testemunho do Evangelho, onde viverão para sinalizar o Reino de Deus com suas atitudes, tendo o amor pelos não-alcançados como um estilo de vida.

Chegou a sua vez!


"Em nada considero a vida preciosa para mim mesmo, contando que complete a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus para dar testemunho do evangelho da graça de Deus." (Atos 20:24)

E-mails:





sábado, 22 de outubro de 2011

Fazer Missões (poesia)

Alzira Castro
Igreja Batista no Córrego do Fama

Fazer missões não é somente orar
Fazer missões é mãos à obra, é trabalhar.
Fazer missões não é apenas contribuir
É deixar as lutas de lado e seguir.
Fazer missões não é somente orar
É pegar firme e forte na certeza de vencer
Fazer missões não é apenas olhar os campos que já estão brancos
É por a mão no arado e transformar o chão
Fazer missões é cultivar a semente
É transformar a vida de muita gente
Fazer missões é compartilhar alegrias e tristezas de um longo caminhar
Fazer missões é viver e se doar
Fazer missões é cumprir sonhos e também sonhar
Sonhar os sonhos de Deus e o mundo transformar
Fazer missões é lutar contra a maré
Sabendo que Deus pra nós tudo é
Fazer missões é ver o mundo como Deus vê
É querer lutar, transformar e vencer
Isso é fazer missões!

Fonte: O Batista Mineiro Convenção Batista Mineira
Rua Plombagina, 250 - Floresta - 31110-090 - Belo Horizonte - MG
(31) 3429.2000
Ano 89 | Julho de 2011


quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Cavalgando se chega à PIB de Curitiba

Ministério de Missões – Cleide Neto


Dona Genoveva  a caminho da
PIB de Curitiba em Barra das Ordenças

...De cavalgada em cavalgada, a irmã Genoveva chega à igreja. Montada no seu cavalo, todos os domingos comparece aos cultos e é uma crente fiel e dedicada. Por algum tempo nunca pode se batizar porque sofria ameaças do seu marido, mas continuou firme e hoje, já batizada, faz visitas, e sempre está pronta para atender e colaborar com o que for preciso.

Essa não é uma história imaginária. Dona Genoveva é membro da PIB de Curitiba e faz parte da Congregação em Barra das Ordenanças, zona rural a 30km da cidade de Prudentópolis (PR). Com cerca de 30 pessoas, a congregação é dirigida pelo casal de missionários, Airton e Cleusa Neves, que há 13 anos deu início a esse trabalho.

Visita do coral A.B. Deter à congregação
Cleusa conta que no começo tudo foi muito difícil. Sofreram muitas perseguições e constrangimentos. As pessoas ficavam receosas de ir à igreja porque eram proibidas pelo padre. Aquelas que enfrentavam eram “denunciadas” por olheiros que informavam a ele quem estava desobedecendo, principalmente se fossem as crianças que estivessem fazendo a catequese.

Sem desanimar, eles permaneceram firmes, promovendo trabalho com crianças, alfabetizando adultos, atividades com mulheres, realizando estudo bíblico nos lares e fazendo visitas nas casas no meio de um milharal, assustados com as cobras e outros bichos que atacavam.

O missionário Airton tem vivido muitas experiências, e umas das que mais marcou a sua vida foi quando, procurado por um rapaz cheio de problemas familiares, álcool e drogas, queria que o missionário o matasse. Graças a Deus, depois de uma longa conversa, sentados em baixo de uma árvore, o rapaz retornou à sua casa e hoje, reabilitado, frequenta a igreja.

Uma das visitas que essa congregação recebeu, além do grupo de pandeiros, foi a do Coral A.B. Deter; oportunidade que serviu de crescimento da visão missionária desse grupo que no próximo mês de agosto/2010 retorna à congregação para o culto comemorativo aos 13 anos da organização desse trabalho.
o banheiro


O diácono Nathaniel Malafaia e Zenaide, todos os meses visitam a congregação e representam os braços da nossa igreja erguidos naquela direção. Por isso, a célula coordenada por ele, o Coral A.B. Deter e outros parceiros estão trabalhando para a construção dos banheiros.

O missionário Airton afirma; “Com esses banheiros instalados a congregação abrigará acampamentos organizados pela Congregação de Prudentópolis (PIB de Curitiba) para promover confraternização e comunhão entre as pessoas da igreja, principalmente os jovens”.

25 de Julho de 2010 – edição 30



domingo, 16 de outubro de 2011

Avanços no Timor-Leste

Equipe do VIDA MAIS e alunos de música

A equipe missionária de Missões Mundiais naquele país, composta por pastor Evaldo e Vanete Teixeira, Silvana Costa e Elizete Ramos, comemora avanços nos projetos que dirigem. Em Dili, capital do Timor-Leste, o Centro de Formação de Vida Mais completou três anos de funcionamento e contabiliza dezenas de formandos nas áreas de música, esporte, educação com ênfase na alfabetização na língua portuguesa (idioma oficial do país) e cursos profissionalizantes.

Contudo, os obreiros da JMM afirmam que apesar de o Timor-Leste ser um país democrático e haver liberdade religiosa, a tradição e a cultura falam mais alto e eles encontram bastante resistência à pregação do Evangelho. "Temos orado, pedindo ao Senhor para que nos dê as estratégias certas para alcançarmos este povo para Jesus. Há muita perseguição quando fazemos um evangelismo mais direto", conta a missionária Silvânia Costa. Para levar uma pessoa a se decidir por estudar a Bíblia, os missionários adotaram como estratégia estabelecer relacionamentos.

Para 2011, os planos são a abertura de três congregações, a realização de um congresso missionário para despertamento dos timorenses para a obra missionária e a aquisição de propriedades para o erguimentos de um templo em Díli e em outras localidades do país. "Intercedam ao Pai por isso, pois não há sequer um templo erguido no país, e isto é algo fundamental para credibilidade do trabalho missionário", pedem os missionários da JMM.

Fonte: A COLHEITA - Informativo do PAM (Programa de Adoção Missionária)
Ano VIII - n° 38 - Março/Abril - 2011



sábado, 15 de outubro de 2011

Pão Integral Missionário (receita)

Olás,

Esta receita é baseada na receita de uma irmã da IEBAV.
Resolvi postar aqui, pois esta irmãzinha fazia estes pães e vendia para arrecar dinheiro para ofertar para missões, isto na época em que eu frequentava esta Igreja.
Então fica aí uma sugestão para você tbm, sugestão bem gostosa!!


Ingredientes:
600gr de farinha de trigo branca (aproximadamente)
200gr de farinha de trigo integral (aproximadamente)
200gr de centeio
02 colheres (sopa) de linhaça
02 colheres (sopa) de aveia grossa (pode ser em grãos)
02 colheres (sopa) de açúcar
01 colher (sopa) de sal (rasa)
02 tabletes de fermento para pão
01 xícara de óleo
02 xícaras de água morna

Modo de fazer:
Em uma bacia coloque os ingredientes secos.
Faça uma cova no meio e coloque o fermento (picadinho), óleo e por último a água morna.
Mexa bem e sova a massa.
Tampe com papel insufilm (opcional) e toalha de prato ou de mesa.
Reserve, para que este cresça em uns 40min.
Unte a fôrma para pão (ou para bolo inglês) com óleo.
Trabalhe um POUCO a massa com rolo de macarrão.
Estique-a e enrole a massa.
(Dependendo do tamanho da fôrma pode ser dividida em duas partes. Obtendo assim 2 pães).
Depois de enrolar a massa colocar na fôrma untada e deixar descansar mais uns 20min.
Pré-aqueça o forno.
Pincele o pão com gema e leve ao forno por mais ou menos 40min, ou até ficar dourado.
.
.
Esta receita tbm está no link abaixo:
http://nanarosachoque.multiply.com/reviews/item/26

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Evangelizando o sertão e o cerrado brasileiros



Com música e projetos sociais, o Ministério Sal da Terra ajuda a plantar igrejas e divulgar a Palavra em comunidades carentes do interior do País.

A Palavra de Deus tem alcançado duas das mais carentes e isoladas regiões do Brasil, graças ao trabalho missionário do Ministério Sal da Terra. Criada em 1996, a entidade promove a evangelização de crianças e famílias do sertão nordestino e do cerrado no centro-oeste, por meio de música cristã e programas sociais. Embora esteja instalado nas cidades de Brejão (PE), Acari (RN) e Brasília (DF), sua atuação se estende a diversos outros municípios e estados vizinhos. Contando com a participação de igrejas locais e de voluntários, as ações acontecem nos finais de semana e são intensificadas durante o período de férias escolares. “Nosso alvo são as pessoas de pequenas localidades sertanejas que não têm acesso básico à saúde e educação e vivem abaixo da linha da pobreza”, explica Marcos André Fernandes, diretor do Sal da Terra.

No município pernambucano de Serra Talhada, por exemplo, o grupo desenvolve um trabalho contínuo de arte e educação. Lá, o povoado de Caiçarinha da Penha recebe cursos profissionalizantes. Já em Garanhuns – a 250 km de Recife –, o ministério organiza atendimentos odontológicos para crianças. “Dar pão a quem tem fome, tratar quem está doente, ensinar aquele que não teve oportunidade de aprender ou doar um brinquedo para uma criança são algumas das atividades desenvolvidas, cujos resultados não se dimensionam, mas nos motivam a continuar”, avalia Fernandes.

Em complemento à assistência social, acontece a evangelização da população beneficiada. O Sal da Terra ajuda líderes missionários a plantar e fortalecer igrejas nessas localidades remotas, também carentes da Palavra de Deus. Em cada comunidade visitada, são organizados cultos ao ar livre – em feiras, ruas, praças e escolas –, recreação infantil com conteúdo bíblico, além de evangelismo nas residências. Nessa última ação, uma dupla de evangelistas visita as famílias para pregar a Palavra e fazer orações, leituras bíblicas e triagem social para os projetos.

Para facilitar a evangelização entre os beneficiados, os missionários recorrem ao repertório de culturas regionais nas mais diversas expressões. Por tradição, o Nordeste é uma área muito musical, característica que ajuda muito na difusão da Bíblia. “A música está extremamente ligada a tudo o que se faz por aqui. Falar do Evangelho através de nossa música tem sido uma excelente ferramenta. Além disso, nossos projetos e o sustento de missionários e campos do sertão são feitos com a venda dos nossos CD’s”, conta o diretor do ministério.

Saiba como ajudar ou participar das próximas ações do Ministério Sal da Terra pelo Blog:

nº 230 - Janeiro a Março de 2011 - Ano 63



quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Missionar 2011



O que é o Missionar? É o congresso missionário organizado pela Primeira Igreja Batista de Curitiba - PIB Curitiba. Missionar é oração, é adoração, é missão!

Qual o objetivo do Missionar? Realizar promoções missionárias, divulgar as ações missionárias realizadas pela igreja e motivar as pessoas para um compromisso contínuo com a obra missionária.

Qual a abrangência geográfica do trabalho missionário da PIB de Curitiba? A PIB Curitiba tem 53 missionários inseridos em quatro dos cinco continentes. Aqui no Brasil, a PIB está presente nos estados do Amazonas, São Paulo, Porto Alegre e Santa Catarina. As cidades de Prudentópolis, Planalto, Realeza, Ampere, Pranchita, Fazenda Rio Grande, Contenda, Pinhais, Wenceslau Braz, Almirante Tamandaré, no Paraná, têm sido abençoadas com o trabalho realizado por nossos missionários. Em Curitiba, nos bairros de Osternack, Vila Sandra e Santa Quitéria, a PIB tem atuado de forma sistêmica. Não podemos nos esquecer do Circo da Vida, projeto itinerante de evangelismo, além de outras frentes missionárias. Trabalhos que você pode conferir na Revista Missionar que recebe junto com este documento.

O que vai acontecer no Missionar?
Vitrine Missionária – TEMPO DE COLHER – Evento que apresenta a evolução do trabalho realizado pelos missionários, por meio de vídeos, painéis fotográficos, etc.

Curso – PEPE: Programa de Educação Pré Escolar. O PEPE é um programa missionário, destinado a igrejas locais que desejam impactar comunidades carentes com o Evangelho a partir de um atendimento socioeducacional e espiritual para crianças de 4 a 6 anos. É viabilizado através de uma parceria entre a Junta de Missões Mundiais da CBB, a Sociedade Missionária Batista Britânica e a Associação Batista de Incentivo e Apoio ao Homem, ABIAH.  Ao final do curso, os participantes estarão aptos a implantar o PEPE em suas igrejas.

EncontroCOMPARTILHANDO OS FRUTOS - Oportunidade para os missionários compartilharem com os participantes do Congresso o trabalho que realizam nas diversas frentes missionárias, além de visitar as Congregações da Região Metropolitana, Células, classes da Escola Bíblica e grupos como, Mulheres Cristãs em Ação, Homens em Ação, Terceira Idade, etc., para testemunhar o agir de Deus, através de suas vidas, nas comunidades onde estão inseridos.

RetiroCAPACITANDO O SEMEADOR - Um tempo especial na vida de cada missionário e sua família quando, todos os missionários, juntos, serão ministrados pelo Pastor Paschoal Piragine Junior. Serão oferecidos cursos de aconselhamento, organização da linha de ensino para as igrejas; gestão administrativa. Haverá, paralelamente, uma programação especial para as crianças e os adolescentes. Investir no crescimento deles e acompanhá-los é um dos nossos sonhos como igreja.

SemináriosCONHECENDO O CAMPO - Temáticos e abordando vários aspectos sobre a peculiaridade de cada campo e seus desafios. É a PIB que você não vê. 

Formas de patrocínio:
Neste ano, pela primeira vez, gostaríamos de trazer todos os nossos missionários para o MISSIONAR. Trazer os que estão próximos não é tão difícil, no entanto, quanto maior a distância, maior a nossa dificuldade. Jorge Tejada e sua esposa, Ducerly, além do trabalho na República Dominicana, investem, desde o terremoto, na reconstrução de vidas no Haiti. A Ducerly, mãe de três jovens, concluiu em 2010 seu curso de medicina. Sílvia e seu marido Timon, trabalham com muçulmanos na Alemanha, ela faz um “bolo missionário” e presenteia as mulheres muçulmanas, levando, sempre, uma mensagem de evangelização. São muitas as experiências que serão compartilhadas pessoalmente por todos eles que conseguirmos trazer.

Eles são nossos missionários, como não trazê-los? Por isso convidamos você para ser um Parceiro Missionário, contribuindo para a aquisição dos bilhetes aéreos.  Clique aqui  para saber como participar.

Esperamos o seu contato, para ser um dos parceiros desse desafio.

Pr. Antonio Lopes
Ministério de Evangelismo e Missões
Contato: 
 - Rosana – (41) 3091-4315 / missoes@pibcuritiba.org.br
 - Cleide Neto – (41) 3029-6560 contato@missionar.com.br

Para conhecer mais sobre o trabalho que está sendo realizado,
por favor, visite: www.missionar.com.br


terça-feira, 11 de outubro de 2011

Futebol, uma paixão nacional


Esporte é uma das principais estratégias usadas pelo casal missionário Ricardo e Priscilla Magalhães para alcançar os portugueses. Através do Programa Esportivo Missionário - PEM - os missionários têm oportunidades de falar do amor de Deus de uma forma bem contextualizada. Eles estão completamente comprometidos nesse ministério e também com a evangelização via internet, além de outros meios de evangelização.

"Começamos o ministério com futebol, e podemos afirmar que, assim como para os brasileiros, essa é, também, uma 'paixão nacional' em Portugal", diz Ricardo.

Logo no primeiro encontro, participaram 12 jogadores e, no segundo, foram 16 jovens. Eles reservam um tempo para apresentações, oração e uma breve mensagem. Para o missionário, só mesmo o futebol consegue agregar tantas pessoas em um tempo tão curto, com infinitas possibilidades de bom testemunho, antes e durante o próprio jogo. Do lado de fora, a missionária Priscilla fica com os familiares dos atletas, incluindo mulheres e crianças, formando um ambiente agradável e de testemunho.

"Ore pelos frutos nesse ministério e, também, por nossa saúde", pede o missionário Ricardo Magalhães.

Fonte: A COLHEITA - Revista do Programa de Adoção Missionária - PAM
Ano VIII - n° 40 - Julho/Agosto - 2011



domingo, 2 de outubro de 2011

92a. Assembléia da Convenção Batista Brasileira, em Foz do Iguaçu - PR


Os Batistas do Brasil reúnem-se em Assembleia Geral desde o ano de 1907. As assembleias acontecem anualmente, sendo realizadas em todo o território nacional.

À convite da Convenção Batista Paranaense, a 92ª Assembleia acontecerá nos dias 20 a 24 de janeiro de 2012, em Foz do Iguaçu. No dois dias anteriores (18 e 19) acontecerão os congressos das organizações.

A cidade, com certeza, por suas belezas naturais e sua gente acolhedora atrairá muitos Batistas de todo o Brasil.

O evento dos Batistas reúne aproximadamente 5000 pessoas, as quais representam quase 7000 igrejas e mais de um milhão de pessoas. O evento agrega a si outros eventos de classes, como: músicos, pastores, educadores e organizações específicas para homens, mulheres e jovens.

A Programação

A programação é dirigida pelo Conselho de Planejamento e Coordenação da Convenção Batista Brasileira. Nela constarão momentos de estudos de temas pertinentes à vida espiritual, moral e emocional do Cidadão Brasileiro. Boa parte do tempo será dedicado ao estudo de temas que tratam da influência e participação dos Batistas na Sociedade brasileira.

No evento é avaliado o desenvolvimento das atividades da Convenção nas áreas de Educação Secular, Educação Teológica, Ação Social, Comunicação e crescimento da Igreja, através da obra missionária no Brasil e no mundo.

 Clique abaixo para mais informações: