sábado, 17 de setembro de 2011

PRECISAMOS DE SOLITUDE


Não devemos confundir solidão com solitude; medo com silêncio.

Como escreveu May Sarton, "a solidão é a pobreza do eu; a solitude é a riqueza do eu".

Temos medo do silêncio, com medo que o silêncio nos afunde na noite escura da alma. O silêncio nos desnuda. É por isto que, chegando em casa, voamos para ligar bem a alto a televisão. É por isto corremos para encher os silêncios nos encontros, até nos cultos. No entanto, é na necessária noite escura propiciada pelo silêncio que nos descobrimos carecidos da luz de Deus.

Mais ainda: onde aprendemos a serenidade, que tanto almejamos? Na solitude.

Desejo-lhe um BOM DIA.
Israel Belo de Azevedo



Nenhum comentário: