domingo, 21 de agosto de 2011

Campanha de Missões Estaduais SP . 2011

Campanha de Missões Estaduais 2011
SÃO PAULO


Tema: Não Há Mais Tempo, São Paulo Tem Pressa!
Divisa: "Pregue a Palavra, esteja preparado a tempo e fora de tempo". (II Timóteo 4:2a)

“Vamos direto ao assunto” – expressão que surge quando os circunstantes de um diálogo, ou mesmo numa reunião com mais pessoas, numa conversa, querem evitar rodeios e manifestam o desejo de chegar finalmente à conclusão do assunto.
Muitos, inclusive, se mostram deselegantes e sem qualquer cerimônia interrompem quem tem a palavra, visando não perder tempo, e de pronto expressam: “vamos direto ao assunto!”.

Esse comportamento é uma mostra da pressa que muitos têm. Ficar em círculos para falar de um descontentamento, para expressar uma opinião, para apresentar uma sugestão, não tem sido muito aceito nas nossas relações. Vivemos um tempo que se apresenta caro para ser perdido com considerações intermináveis. Aqui também vale a aplicação do tema.

Vamos direto ao assunto! Sem perda de tempo. Trabalhamos intensamente no ano findo com o tema de Missões Estaduais que nos chamava para considerarmos o esgotamento do tempo, diante das tarefas recebidas como crentes, diretamente do Senhor Jesus. Dizia o tema: Não há mais tempo: São Paulo tem pressa. O ano de 2010 passou vertiginosamente. Se naquele ano não havia mais tempo, neste ano de 2011, o tempo já inexistente, isso é evidente. Por isso mesmo, estamos registrando essa verdade de maneira repetida, em 2011. Não há mais tempo: São Paulo tem pressa! O tema nos acompanhará novamente no ano corrente. Isso não pode ser apenas uma frase inconsequente. O fato de não haver mais tempo tornou-se para muitos uma tragédia, pois no tempo que tinham, não conheceram a Jesus.

O tempo acabou para aqueles que perderam suas vidas. E milhares no nosso Estado foram incluídos nas estatísticas dos que morreram e agora são contados como números, estão sem qualquer esperança, sem qualquer nova oportunidade; não há mais tempo para eles. Se não fizemos a nossa parte, resta-nos pedir perdão a Deus. Ele nos concederá o perdão, contudo, quem não foi alcançado pela salvação que não apresentamos agora sofre a separação eterna de Deus. Não há mais retorno desse estado.
E aquele lar desfeito que mergulhou os seus integrantes nas lágrimas, na solidão, na desesperança, tantas vezes por lhe faltar orientação, o norte que a Palavra de Deus dá?
Para este não há mais tempo. Como consequência, entregou os seus filhos a um futuro incerto. Esgotou as possibilidades da conciliação. Gritamos pela pressa que havia. Falamos que não havia mais tempo. Que pena! A soma dos divorciados aumentou. Mas, não somente isso, a soma das crianças sem referenciais para a vida também aumentou. O ano de 2011 também se apresenta e, pelo passar dos seus dias, a pressa continua. Não se pode cochilar. Não há tempo a perder. Vamos direto ao assunto.

O tempo é cruel. Ele passa ligeiro. Ele vai tirando as oportunidades. Ele esgota as energias. Ele não espera. Por isso mesmo, pregue a Palavra, esteja preparado a tempo e fora de tempo. Foi Paulo, o apóstolo, que inspirado pelo Espírito Santo escreveu 2 Timóteo 4.2a. Suas instruções foram dadas ao então jovem Timóteo. O tempo passou para Paulo, para Timóteo e tenho certeza, também para mim e para você. Já não há mais tempo para fazer muitas coisas. As oportunidades passaram. Daí, a pressa que persiste, em São Paulo, neste ano de 2011.

Pregue a Palavra! Vamos direto ao assunto, não há tempo a perder!

Pr. Valdo Romão
Diretor Executivo da CBESP




Nenhum comentário: