domingo, 29 de maio de 2011

Alerta à Nação Brasileira



Curitiba, 27 de maio de 2011


Um dos papeis da Igreja na sociedade é ser uma consciência profética capaz de ajudar a cada ser humano (entendido como um indivíduo livre e competente diante de Deus e dos homens, vivendo em uma sociedade pluralista) a discernir valores essenciais que norteiam os relacionamentos em todas as suas dimensões.

É nesse contexto que os batistas – integrantes de uma denominação cristã que, ao longo de toda a sua história, defende a liberdade religiosa, de consciência e de expressão – se manifestam para alertar sobre os perigos que a sociedade brasileira corre diante das novas conjunturas sociais aprovadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e que estão sendo propaladas por leis que tramitam no Congresso Nacional e por ações promovidas pelo Executivo.

Assim, alertamos para o perigo:

• De construir uma sociedade em que a legalidade pode ser estabelecida pelos interesses políticos e inclinações pessoais, como ocorreu no caso da releitura contraditória feita pelo STF do artigo 226 da Constituição Federal. O artigo diz:

“Art 226 - A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado.

(...) §3o – Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento. §4o – Entende-se, também, como entidade familiar a comunidade formada por qualquer dos pais e seus descendentes. §5o – Os direitos e deveres referentes à sociedade conjugal são exercidos igualmente pelo homem e pela mulher.

Quando uma casa que tem como principal missão defender a Constituição a rasga, corremos o perigo de viver um Estado jurídico de exceção, ao qual a nação brasileira não deseja retroceder.

• De destruir o conceito de família (que não é só cristão, mas universal e multicultural) para reconstruí-lo sob a égide somente da afetividade e não em toda a dimensão de suas funcionalidades como base da sociedade. • De criar uma sociedade em que os valores essenciais são relativizados, pois onde tudo é relativo nada sobra para apoiar os alicerces do nosso futuro. • De viver em uma sociedade que abandona os valores divinos revelados nas Escrituras Sagradas, pois a História, desde os tempos bíblicos, têm demonstrado que sociedades que abandonaram os valores mais elementares implodiram por perderem os seus pilares sustentadores – ainda que tenham sido, em algum momento, grandes potências no contexto universal.

Tais atitudes nada mais são do que a iniqüidade institucionalizada. Assim, conclamamos a sociedade brasileira a continuar mostrando que existem opiniões divergentes. Sem discriminação e com respeito a cada indivíduo, tais manifestações visam a defesa de valores pessoais e sociais, com integridade. Somente quando todos os segmentos da sociedade se expressam é que as forças políticas de nossa nação se sensibilizam para obviedade dos valores essenciais, como no caso recente da decisão de nossa presidente, Dilma Rousseff, ao impedir a distribuição do chamado “kit contra a homofobia ” nas escolas públicas.


Pr. Paschoal Piragine Jr.

Presidente da Convenção Batista Brasileira.

Rua Senador Furtado, 56 - Caixa Postal 40.002 - 20270-020 - Rio de Janeiro - RJ Tel.: (021) 2157-5557 – Fax: (21) 2157-5560 – www.batistas.com




quarta-feira, 25 de maio de 2011

Trabalho batista em São Tomé completa 12 anos

Por Marcia Pinheiro 20 de maio de 2011

Até domingo (22), a igreja em São Tomé e Príncipe, na África, celebra os 12 anos de existência do trabalho batista no país. A equipe de missionários da JMM naquela nação africana, formada pelo Pr. Levi e Lúcia Godinho e pelas missionárias Aline Caetano e Renata Santos, louva e agradece a Deus por todas as conquistas e projetos realizados até o momento.

Mas os missionários, juntamente com os obreiros da terra, têm outros projetos a serem concretizados. Entre eles estão a conclusão do primeiro templo batista em São Tomé; treinamento da liderança; projeção do filme Jesus nas comunidades; construção de um laboratório de informática; abertura de um novo PEPE, entre outros.

“Quando uma igreja faz aniversário precisa ganhar presente. Esperamos receber muitos presentes e ver muitas vidas se entregando ao Senhor Jesus”, diz o Pr. Levi.

Para colaborar com a obra batista em São Tomé e Príncipe, orando ou contribuindo, entre em contato com o PAM (Programa de Adoção Missionária). Ligue para 2122-1901 (de cidades com DDD 21) ou 0800 709 1900 (demais localidades, ligação gratuita).




terça-feira, 17 de maio de 2011

Coral AB DETER no III Encontro de Corais em Curitiba

No dia 13 de Maio de 2011, o coral AB DETER da Primeira Igreja Batista de Curitiba participou do III Encontro de Corais em comemoração ao 5° aniversário de KANTHUS GRUPO VOCAL. Foi o único coral a entoar músicas com expressão de louvor a Deus, momento também de anunciar Cristo como Senhor e Salvador através das músicas:
(clique acima, no nome da música, para assistir o vídeo)

Apresentaram-se no encontro:
  • Coral AB DETER da PIB de Curitiba (Regente: Rodrigo Lara; Violino: Andressa).
  • Coral APP-Sindicato de Professoras do Paraná (Regente: Doriane Rossi; Piano: Larissa Lourenço Mello).
  • Coral O CANTO VCG - Viação Campos Gerais (Regente: Jucélia Ribeiro).
  • Coral ExxonMobil (Regente: Doriane Rossi).
  • Vocal CLAVE DE LUA (Regente: Luiz Fernando Melara).
  •  KANTHUS Grupo Vocal (Regente: Cristiano Gabardo Prestes).









sábado, 14 de maio de 2011

Ministério com surdos traz novos desafios para 2011

Sexta-feira, 15 de abril de 2011



Visando alcançar surdos em diferentes regiões do país, o Ministério com Surdos de Missões Nacionais preparou para esse ano uma série de congressos e projetos evangelísticos para aqueles que desejam se aprofundar na propagação do Reino por meio da Libras.




ALCANCE SURDOS

O Projeto Alcance Surdos oferece a oportunidade de conduzir os surdos brasileiros a Jesus.


A ação evangelística se dá através de recenseamento de casas, realização de estudos bíblicos, cultos nas escolas e praças, atividades para crianças, entre outras. O trabalho social também é priorizado e sua realização acontece conforme a necessidade local e disponibilidade dos voluntários.

O Alcance Surdos é realizado anualmente, no período de 15 dias, mostrando o amor de Deus aos surdos e seus familiares.

COMO PARTICIPAR

A Equipe de trabalho será composta de voluntários surdos, ouvintes envolvidos com a comunidade surda, usuários de Libras, ou aqueles que desejam se aproximar dos surdos para apresentar-lhes o amor de Deus. Dentre esses voluntários, teremos profissionais da área de saúde, professores, pedagogos (usuários de Libras) e intérpretes de Libras que tenham amor pelas almas perdidas.

Tipos de Voluntários

- Temporários: São pessoas que não podem ficar durante todo o período do projeto. portanto, disponibilizam apenas uma semana. Esses atuarão basicamente nas atividades sociais.

- Integrais: Atuarão durante os 15 dias do projeto.

Pré-requisitos

- Ter pelo menos 1 ano de conversão;
- Ser membro ativo de uma igreja evangélica;
- Apresentar carta de recomendação da igreja assinada pelo pastor;
- Fazer a inscrição via internet;
- Efetuar o pagamento da taxa de inscrição no valor de 45 reais;
- Assinar Termo de Voluntariado cedido por Missões Nacionais

***Os voluntários devem levar colchonetes e roupa de cama.***

Materiais

Cada missionário voluntário receberá um kit com (02) duas camisetas do projeto, (01) um exemplar do Guia Prático de Evangelização de surdos, (01) um exemplar do estudo bíblico, (01) um folheto, (01) uma sacola do projeto, (01) boné e o certificado de participação.

PRÓXIMOS EVENTOS

Guarapari-ES - 2 a 17 de julho
Macapá-AP - 2 a 17 de julho
Santos-SP - 16 a 30 de julho
Araguari-MG - 13 a 28 de agosto
Arapiraca-AL - 2 a 16 de outubro








sexta-feira, 13 de maio de 2011

Dia a dia com Deus - 40 dias de avivamento (livro)


Data de Lançamento: Março 2011

Martinho Lutero, William Carey, George Whitefield... nomes como esses, conhecidos pelo que represetam para a história do Cristianismo, estarão nas próximas páginas deste livro. Com eles estarão muitos outros, possivelmente desconhecidos do leitor _ pastores das ilhas Fiji, pregadores zulus da África do Sul, evangelistas sul-coreanos. Eles aparecerão aqui como participantes de uma obra que não é deles, mas de Deus: o avivamento. Motivo da oração de muitos cristãos, mas que talvez seja mal entendido por grande parte do público nas igrejas.

O avivamento é um movimento realizado pelo Espírito Santo em meio ao povo de Deus, que desperta os cristãos de uma fé adormecida e alcança pessoas não cristãs, despertando a sociedade para um relacionamento com Cristo.

A Campanha dia a dia com Deus desafia você através deste livro, a fazer a mesma oração do profeta Habacuque: "Realiza de novo, em nossa época, as mesmas obras, faze-as conhecidas em nosso tempo" (3:2).

Se você está disposto a orar assim, comece a leitura!
Pr. Marcílio de Oliveira

------------------------------------------------------------------

Supervisão do projeto: Pastor Marcilio de Oliveira
Redação: Alexandre Sombrio, Arnaldo Muller Jr, Eliezer Magalhães, Elly Claire J. Lopes, Franco Iacomini, Haroldo Portugal, Hélio Dias, Igor Pohl Baumann, Lygia Portugal, Marcilio de Oliveira, Martha Zimmermann de Morais, Ricardo Lebedenco
Revisão: Marli Lima, Thaís Soler
Coordenação editorial: Franco Iacomini, Rita Rosário
Diagramação: Cleide da Silva Neto
Projeto gráfico: Audrey Ribeiro
Capa e imagem: Wesley Senna Cortes

ISBN 978-1-60485-472-5


 
 
 
 
 
 
 

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Encerramento da Campanha de Missões Mundiais em Paranaguá

.
No dia 17 de Abril de 2011 o CORO CELEBRAI da Primeira Igreja Batista de Curitiba foi até a cidade de Paranaguá para participar do encerramento da Campanha de Missões Mundiais da Igreja Batista de Boas Novas  (Rua Tocantins, 284 - Vila Guarani).

Momentos de louvor e adoração a Deus e intercessão pelos nossos missionários.

Deus abençoe a vida do pastor Paulo, da irmã Cristianne, da pequena Maria Clara e desta igreja que ama missões.


..................................................................





Entendendo o Cartaz

O tema é um todo - as palavras, as imagens do cartaz e o versículo bíblico. Tudo se junta para formar a ideia e o objetivo da Campanha Missionária.

“Eles”: Refere-se aos povos não-alcançados, os quais estão retratados na identidade visual.

“Também”: Expressa condição de equivalência, da mesma forma que, inclusão. Assim, o que se pretende é que as pessoas nas igrejas façam uma reflexão do tipo: “Os outros (Eles) também precisam e têm o direito de conhecer a graça que eu já conheço”.

“Precisam”: Os povos não-alcançados (incluindo os muçulmanos) vão perecer se não conhecerem a Jesus.

“Graça”: Sentimento e ação inexistentes ou não enfatizados nas religiões não-cristãs, inclusive no islamismo. Queremos que os crentes entendam que os povos não-alcançados carecem do favor de Deus e que devemos alcançá-los com essa graça.

“Pai”: Para os muçulmanos Alá é conhecido por 99 adjetivos, menos um: Pai. A ideia é enfatizar esse fato logo no tema e despertar na mente do nosso povo um sentimento positivo em relação a essa realidade.


..................................................................

sábado, 7 de maio de 2011

Batistas lançam concurso de vídeos sobre temática ambiental cristã



Escrito por Redação
Qui, 07 de Abril de 2011

Como bem dizia o cineasta brasileiro Glauber Rocha para produzir um filme basta “uma câmera na mão e uma ideia na cabeça”.

E considerando o fato de que o cinema é uma das artes que mais influenciam a sociedade contemporânea, é que o Departamento de Ação Social (DAS) da Convenção Batista Brasileira, em parceira com a Juventude Batista Brasileira, promove o primeiro concurso de curtas por ocasião ao Dia Batista de Ação Social, que neste ano acontece no dia 1º de maio.

O concurso “Curta Vida Plena e Meio Ambiente” tem como objetivo estimular o conhecimento e a criatividade nas práticas de desenvolvimento sustentável e consciência ambiental cristã entre os batistas brasileiros.

Os vídeos deverão abordar o tema “Vida Plena e Meio Ambiente” e ter duração de cinco minutos, incluindo os créditos. Os três melhores vídeos proporcionarão aos seus idealizadores prêmios. Além disso, todos os vídeos inscritos serão contemplados com uma sacola reciclável e uma caneca personalizada da Juventude Batista Brasileira.






 

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Conexão México inscreve voluntários para o Pan-Americano

Por Marcia Pinheiro 05 de maio de 2011


Estão abertas as inscrições para o Projeto Conexão México, caravana de voluntários de Missões Mundiais, que estará no México entre os dias 8 e 31 de outubro, por ocasião dos Jogos Pan-Americanos 2011. De 8 a 13 de outubro o grupo passará por um treinamento em Bogotá, na Colômbia. Depois seguirá para a cidade mexicana de Guadalajara para servir as comunidades locais com atividades evangelísticas nas áreas de educação, saúde, capelania, assistência social, artes e esportes.

Segundo o Coordenador Geral do Projeto, Pr. Marcos Grava, o Conexão México 2011 é uma iniciativa da Junta de Missões Mundiais e do Projeto Mais Que Ouro, ações de evangelização em grandes eventos esportivos desenvolvido no Brasil e no mundo, com o apoio da Missão Atletas de Cristo e do Projeto Radical Latino-Americano. No México haverá também o apoio do Ministério Jovens com Decisão, da Convenção Batista Mexicana, e da Jocum (Jovens com uma missão) .

A inscrição para o Projeto Conexão México custa R$ 160,00, valor este que será revertido em despesas administrativas e na compra de uniformes para o grupo. A taxa não será devolvida em caso de desistência; caso o candidato tenha o visto para entrar no México negado até a data limite, 30 de agosto, 75% do valor da inscrição serão devolvidos.

O custo total da viagem será de aproximadamente 2.400 dólares, mas dependerá do preço da passagem no momento da compra. Parte do valor poderá ser parcelado. No pacote estão incluídos: passagens aéreas, estadia em dois países, alimentação, treinamento e transporte interno (exceto ingressos para as competições e entradas nos passeios). A secretária do Setor de Voluntários da JMM, Márcia de Paula, alerta que há apenas 65 passagens garantidas no preço mais baixo, e que a partir daí o valor aumenta consideravelmente.

O interessado em obter mais informações sobre esta caravana ou fazer sua inscrição, deve escrever para: voluntarios@jmm.org.br

Perfil do voluntário

• Ser crente em Jesus Cristo, comprometido com Deus e com sua igreja;
• Ser membro atuante de uma igreja evangélica por, pelo menos, um ano;
• Ter vida cristã exemplar, firmeza doutrinária e aptidão comprovada para evangelização, pregação do Evangelho e submissão à liderança;
• Ter completado, pelo menos, o ensino fundamental;
• Te boa saúde física e psicológica;
• Ter idade mínima de 16 anos completos até a data da viagem.

“Com os resultados do desenvolvimento destas atividades pretendemos contribuir com projetos semelhantes nos futuros eventos esportivos a serem realizados no Brasil, como a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos em 2016, nos quais esperamos também o pleno envolvimento de sua igreja”, diz o Coordenador Geral do Projeto Conexão México, Pr. Marcos Grava.





quinta-feira, 5 de maio de 2011

TransSC 2011: participe!!!

A operação Jesus Transforma, ou Trans, como é mais conhecida, é uma ação missionária que envolve centenas de voluntários na proclamação do evangelho em cidades e bairros não alcançados, onde o conhecimento do verdadeiro Deus está ausente, objetivando ao fim a plantação ou a revitalização de uma igreja.

Ao fim de cada projeto, missionários nomeados por Missões Nacionais têm a responsabilidade de dar continuidade ao trabalho em cada cidade e bairro alcançado, firmando na fé os novos convertidos, estruturando liderança e, por fim, tornando a igreja auto-sustentável e com DNA missionário.

Participar de uma Trans é, acima de tudo, demonstrar paixão pelas almas perdidas e comprometimento com o Reino. Os que decidem viver essa experiência passam antes por um período de treinamento e capacitação, recebendo informações sobre o campo de atuação e aprendendo técnicas de evangelização arrojadas que ajudarão nos trabalhos de visitação, abordagem nas ruas, trabalho com crianças e serviço social.

Além de ser uma ótima oportunidade para praticar o Ide de Cristo, a Trans proporciona períodos preciosos de comunhão com batistas de várias partes do Brasil.

Missões Nacionais espera por você para, juntos, saciarmos a sede de Deus em SANTA CATARINA, de 16 a 31 de Julho de 2011, com apoio das Convenções Batista Catarinense e Batista Pioneira:

  1. Itoupava Norte em Blumenau;
  2. Florianópolis, na Costeira;
  3. Florianópolis, norte da Ilha;
  4. Tubarão
  5. Braço do Norte
  6. Cocal do Sul
  7. Criciúma
  8. Orleans
  9. Turvo
  10. Garopaba
  11. Palhoça
  12. Rio Tavares
  13. Içara
  14. Pinhalzinho/SC;
  15. São Lourenço d’Oeste/SC;
  16. Palmitos/SC;
  17. Sarandi/RS;
  18. Nonoai/RS.
  19. Chapecó – Bairro Efapi






ou faça contato com
Pastor Daniel Eiras
representante da JMN na região sul do Brasil

quarta-feira, 4 de maio de 2011

O Missionário que Enfrentou um Leão (livro)



Biografia de Davi Livingstone


Narra as aventuras de Davi Livingstone. No século passado, ele aceita o desafio de explorar o continente africano, na época, considerado o território mais vasto e misterioso da terra. Por sua maneira de ser e viver, ele leva muitos nativos a conhecerem Jesus.

Autor: Hugh F. Frame
Edição: 6ª / 2005
Número de páginas: 32
Formato: 15 x 21 cm
ISBN 85-98663-09-3

Celina Veronese (com adaptação)






domingo, 1 de maio de 2011

Dia do Trabalho (por Elly Claire)



Parece-me que "no meu tempo", o Dia do Trabalho era uma celebração ao trabalho.
Palestras nas escolas, artigos nos jornais, discursos nos gabinetes e nas praças, tudo o que se veiculava a respeito era voltado a valorização e dignificação do trabalho. Fomos educados nessa linha e assim crescemos.

Mas, os tempos mudam, o contexto social se transforma, alteram-se os valores. Hoje, no Dia do Trabalho, ouvem-se outras vozes; são as reivindicações trabalhistas, um clamor por justiça nos salários. Reivindicações verdadeiras, por certo. Mas, o detalhe é que aquele sentido da dignidade do trabalho está perdendo em meio às lutas pela sobrevivência, pelos direitos, pelas crises econômicas. Que pena!

Quando permitimos que o trabalho se transforme em simples recurso para ganhar dinheiro, muito logo estaremos frustados, pois o dinheiro nunca é suficiente o bastante, sempre precisamos trabalhar mais para ganhar mais.

Por outro lado, há aqueles que querem ganhar muito trabalhando nada ou quase nada.

Como equilibrar tudo isso? O que é mais certo?

A Palavra de Deus nos ensina: Jesus, criticado pelos judeus porque curara um paralítico em dia de sábado, respondeu: "Meu Pai trabalha até agora e eu trabalho também" (João 5:17). Está implícito nessa resposta que fazer o bem independe de dia e de salário. Trabalhar fazendo bem a outro é o que vale. Esta é uma boa direção; através da nossa profissão podemos ser solidários e estender ao nosso próximo algo que lhe faça bem e que o dignifique. Assim podemos anular ou diminuir o egoísmo natural da velha natureza humana.
Nessa mesma linha de pensamento, está outra fala de Jesus: "Trabalhai não pela comida que perece, mas pela que subsiste para vida eterna..." (João 6:27).

Gosto de pensar na unidade e coerência da Bíblia. Provérbios 6:6-11 contém uma lição que começa assim: "Vai ter com a formiga, ó preguiçoso..."

Paulo, em II Tessalonicenses 3:10, diz que quem não trabalha, também não coma... Esses dois textos e muitos outros nos exortam ao trabalho porque precisamos, sim, do pão material, mas também a trabalhar como sábia a formiga que não precisa de um chefe a supervisioná-la.

Cada um de nós, seja no lar, na empresa, na escola, podemos nos sentir realizados e felizes se tivermos trabalhando não apenas pelas necessidades materiais, mas usando os talentos e recursos que o Senhor nos dá para sermos úteis à sociedade e fazermos o bem ao nosso próximo. Assim, não deixaremos de lado a ideia da dignidade do trabalho porque ele é, acima de tudo, motivo de glorificação ao nome de Deus.

Por Elly Claire

Fonte: REVISTA PIB - Primeira Igreja Batista de Curitiba
01 de Maio de 2011 - Ano II - Edição 18