quarta-feira, 2 de março de 2011

Dispostos a fazer mais pelo Brasil


O casal Aederson e Daniela Barros, da Igreja Batista em Jardim Camburi, Vitória/ES, ao ouvir o diretor executivo de Missões Nacionais, pastor Fernando Brandão, compartilhando histórias de diversos campos missionários, decidiu fazer uma pareceria com o trabalho em Laranjal do Jari (AP). Mas foi além de uma simples parceria financeira, Aederson desejou visitar o campo missionário. “Durante todo o culto, o Espírito Santo estava falando muito ao meu coração para dedicar parte de minhas férias de 2010 em Laranjal. Quando terminou o culto, olhei para minha esposa e disse ‘Vamos ano que vem para Laranjal?’. Ela respondeu sem questionar: ‘VAMOS’... aleluia... entendi que Deus também estava falando com ela”.
Compartilharam com o pastor Fernando o desejo de ir ao campo, e também com os pastores da igreja, sendo por todos apoiados. Iniciaram os contatos com Missões Nacionais para que tudo fosse planejado e no dia 5 de julho o casal chegou a Macapá, sendo hospedado pelos missionários – pastor Dirceu e Ana Paula Severino, para que no dia seguinte seguissem viagem para Laranjal do Jari.

Depois de nove horas e meia de viagem, chegavam ao destino, onde permaneceram por uma semana. “Foram dias incríveis e especiais promovidos por Deus. Fomos com um desejo muito grande de ajudar de alguma forma o pastor Alexandre e a irmã Carla e voltamos ricamente abençoados. Foram dias especiais com eles, participando dos estudos e do projeto Igreja Multiplicadora. Foi tremendo”, afirmou Aederson. Segundo ele, o coração do casal é impulsionado por missões e sempre desejou ter esta experiência no campo, o que marcou seus ministérios e suas vidas. “Voltamos impactados e dispostos a fazer mais pela nossa nação, que precisa experimentar o amor de Jesus Cristo. Estar em Laranjal do Jari, ver toda a necessidade de um povo, andar pelas ruelas no bairro Beira-Rio, entre uma palafita e outra, despertou o nosso coração”.

Para o casal, conhecer o campo missionário por intermédio das cartas que os parceiros do PAM Brasil recebem é muito importante, porém vivenciar o dia a dia do campo e suas necessidades é incrível. “Conhecemos um Brasil que não conhecíamos antes. Estivemos em uma cidade muito carente e muito necessitada do amor de Cristo. O enorme número de crianças de 12 e 13 anos que já têm filhos, frutos da prostituição e abuso infantil... Foi tudo muito marcante. Nosso tempo lá marcou nossa história”. Aederson, que é seminarista, garante que estar no campo missionário fornece uma visão real das necessidades de um povo e assim promoveu uma transformação de valores em suas vidas e também mostrou que existe algo mais que podemos fazer como igreja de Cristo. “Nossas prioridades são outras e Deus falou muito comigo que preciso cuidar da minha ‘casa’, da minha nação”.

Como seminarista, Aederson e Daniela estão sempre abertos para que o Senhor faça em suas vidas o que Ele quiser. “Como Isaías, queremos responder “sim” ao chamado de Deus. Ir ao campo missionário e viver na prática essa experiência faz parte desse descobrir em Deus o que Ele tem para o nosso futuro. Desejamos que Deus use o que vimos e vivemos naqueles dias para contagiar outros irmãos para orar, ir e investir na obra missionária”.

Fonte: Revista A PÁTRIA PARA CRISTO – ano LXV nº250

 

 


Um comentário:

José Luiz disse...

Graça e paz, parabéns pelo seu blog, ele é uma bênção e por isso já estou seguindo e como ficarei feliz se você também seguir o meu, agaurdo a sua visita, um fraterno abraço.