domingo, 19 de dezembro de 2010

Radical - VOLUNTÁRIOS SEM FRONTEIRAS


O que é?

Com a finalidade de contribuir para que uma oportunidade se transforme em realidade, a JMM pensou em uma estratégia diferenciada de fazer missões, implantando em 2003 o Projeto Radical África. Trata-se de um novo paradigma missionário, que tem como objetivo enviar jovens evangélicos para atuarem em diferentes regiões do mundo, especialmente entre os povos não-alcançados, sinalizando o Reino de Deus através da proclamação e do serviço em favor da vida e da promoção da dignidade do homem, conforme os padrões estabelecidos por Deus.

Inicialmente o objetivo era trabalhar com as comunidades com os mais baixos IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) segundo a ONU e que estão situadas no Norte da África. No entanto, o aumento crescente de candidatos e convites de parcerias para implantar o projeto em outras regiões e contextos, nos levou a ampliar o programa para outros continentes e a rebatizá-lo com o nome "Voluntários Sem Fronteiras". Com isso, contabilizamos mais de 100 jovens distribuídos entre as quatro equipes do Radical África (6 enviadas e uma em treinamento), 3 turmas do Radical Luso-Africano e 4 do Radical Latino-Americano.

Visão

O Projeto Radical – Voluntários Sem Fronteiras visa exercer o papel de agente propulsor de um grande despertar e de treinamento da juventude evangélica batista para o trabalho missionário, para viver e anunciar o Evangelho de Jesus Cristo, de tal forma que suas vidas e ministérios sejam a real tradução das palavras de despedida do apóstolo Paulo aos líderes de Éfeso: “Em nada considero a vida preciosa para mim mesmo, contanto que complete a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus” (Atos 20.24).

Missão

Capacitar o jovem vocacionado para anunciar o Evangelho de Jesus Cristo através da proclamação e do serviço em defesa da vida e da promoção da dignidade do homem, conforme missão anunciada em Isaías 61:
“O Senhor Eterno me deu o seu Espírito, pois ele me escolheu para levar boas notícias aos pobres.
Ele me enviou para animar os aflitos, para anunciar a libertação aos escravos e a liberdade para os que estão na prisão. Ele me enviou para anunciar que chegou o tempo...
Ele me enviou para consolar os que choram, para dar aos que choram em Sião uma coroa de alegria, em vez de tristeza, um perfume de felicidade em vez de lágrimas, e roupas de festa em vez de luto.”

Conceito

O conceito do projeto é formar e enviar o “missionário mochileiro”, em grupo, para causar impacto nas comunidades locais, interagindo com os nacionais, através de suas vidas transformadas e moldadas conforme o caráter de Cristo.

Quanto à denominação de "Voluntários Sem Fronteiras" com que passamos a chamar o jovem enviado ao campo missionário, trabalhamos com o conceito utilizado pelo voluntariado internacional e que, por sua vez, se aproxima da definição de voluntário proposta por Aurélio Buarque de Holanda, que o descreve como sendo um sujeito de "vontades" e "espontâneo".




Nenhum comentário: