segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Por ti, dou minhas férias (testemunho)

"Logo, já não sou eu quem vive,
mas Cristo vive em mim".
(Gálatas 2:20)

Fazer missões é deixar Cristo viver em nós, pois o próprio Cristo nos enviou para fazermos discípulos e Ele também assim o fazia.
.
Oferecer duas semanas das minhas férias para me dedicar a um campo missionário na cidade de Catiguá-SP, foi na verdade presentear-me, pois a experiência que vivi me acompanharão por toda a vida...
.
Conhecer pessoas, suas histórias de vida e vê-las se rendendo aos pés de Cristo é algo inenarrável. Somente vivendo missões é que um cristão pode experimentar tal fato.
.
Como promotora de missões eu pude acompanhar o árduo trabalho da missionária Valdice Decoté e entender o quanto é necessário mostrar a realidade do campo missionário para a igreja local e frisar a importância de se promover missões tanto no que se refere a enviar recursos materiais como enviar recursos humanos. Na comodidade muitas vezes das nossas igrejas não visualizamos o difícil trabalho de evangelizar. Porém, as recompensas são muitas, pois ganhar almas para Cristo não tem preço.
.
Nesse período ocorreu também o impacto evangelístico na cidade com a chegada de mais missionários voluntários que haviam participado da Trans Paulista. Foi um "arrastão evangelístico" passando de casa em casa e montando os estudos bíblicos e testemunhando conversões.
.
A cidade foi incrivelmente tomada pelo poder do Evangelho porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê.
.
Precisamos fazer missões em todo lugar e em todo o tempo.
.

Marislaine Souza
(Congregação Batista em Vila Muniz - Cajati, SP)

Fonte: Revista PÁTRIA PARA CRISTO - Ano LXII nº247, pág 17)

Um comentário:

Amanda disse...

Amada, sou uma das pessoas que teve o privilégio de passar as férias em Catiguá, que, a meus olhos, é uma cidade escolhida por Deus. Fiquei muito contente em ver Catiguá por aqui. Que Deus te conserce esta serva apaixonada por missões. Deus te abençoe.