domingo, 26 de julho de 2009

Funcionário é suspenso por falar de Deus

31/3/2009 - 14h39

INGLATERRA (*) - Um funcionário de um escritório em Londres foi suspenso do trabalho por quase dois meses por encorajar uma sem-teto com uma doença incurável a procurar ajuda em Deus, depois que os médicos disseram a ela para desistir.

De acordo com o Centro Cristão Legal (CLC em inglês), Duke Amachree, 53, funcionário do escritório de prevenção à falta de moradia há mais de 18 anos, foi suspenso em 28 de janeiro por falar de sua fé com um cliente. Em uma entrevista investigativa no final de março, ele recebeu a ordem de não falar sobre religião no trabalho.

A CLC disse que além de terem dito para que ele “nunca fale sobre Deus”, também afirmaram que ele não pode nem dizer “Deus te abençoe”.

Amachree, membro da Igreja World Evangelism em Londres, foi intimado para um interrogatório como resultado de reclamações feitas por alguém do público.

Michael Phillips, advogado que trabalha junto ao CLC, disse: “Em 26 de janeiro, Amachree conheceu uma cliente que seria retirada de sua casa porque o senhorio queria vender a propriedade. Os médicos disseram que ela tinha uma doença incurável, e que por isso só poderia trabalhar meio turno”.

“Durante a conversa, Amachree perguntou para a senhora por que acreditava que suas condições eram incuráveis, e com coragem, comentou que algumas vezes os médicos não têm todas as respostas. Ele estava tão preocupado com o desespero e a falta de esperança da senhora, que sugeriu que ela colocasse sua confiança em Deus. No entanto, a mulher explicou que já havia tentado a religião, e que por não ter nenhuma fé, estava satisfeita com o que os médicos disseram, e pronta para seguir em frente. Ela sorriu, agradeceu e foi embora.”

O CLC afirma que dois dias depois, entregaram uma carta para o senhor Amachree, informando que uma cliente (a senhora) tinha feito sérias acusações contra ele, e por isso, foi suspenso.

O senhor Phillips, que estava presente na reunião, acrescentou: “Em 17 de março, os funcionários de Amachree disseram que ‘Deus deveria ser mantido do lado de fora do ambiente de trabalho’. Ele foi acusado de ultrapassar os limites”.

Amachree está processando o escritório. Ele alega que a decisão de suspendê-lo “privatiza” a fé cristã e vai contra os direitos humanos. Os advogados aguardam o resultado da investigação.

Tradução: Deborah Stafussi

* Este país não se enquadra entre os 50 mais intolerantes ao cristianismo.

Fonte: ANS

Fonte: site Portas Abertas

domingo, 19 de julho de 2009

Compromisso Precioso (filme)


Título original: A Vow To Cherish

Sinopse: O compromisso de uma fé desafiada pelo impossível e testada pelo irresistível afeta a família inteira. O triunfo do espírito de Jesus numa vida vai inspirar a todos quantos assistirem a este filme maravilhoso.

A história comovente do amor entre John e Ellen Brighton. Unidos eles enfrentam uma terrível doença impiedosa, o Mal de Alzheimer, que ou confirmará seu amor ou destruirá a família e seu casamento. Aqui há problemas na carreira profissional, nos relacionamentos familiares e uma confusão que só o poder de um amor real pode superar.

Phil Brighton, o irmão e sócio de John vivem livres demais para entender porque John mantém assim sua fé e seu casamento diante de circunstâncias tão terríveis. Mas a luta de seu irmão faz com que Phil encontre uma nova esperança.

Tempo aproximado: 83 minutos
Ano de produção: 1999
Ano: 2007

sábado, 18 de julho de 2009

Missões também é coisa de criança

31 de dezembro de 2008

A jovem Samya Freire, filha dos missionários Pr. Walter e Alzira Freire, atualmente no Senegal, no Noroeste da África, vive em um contexto social onde predominam os costumes, tradições e a religião islâmica. Tanto na escola quanto nas ruas, Samya convive diariamente com pessoas muçulmanas, inclusive na escola onde estuda.

Um grupo de colegas de classe esteve numa "dara", a casa onde meninos são treinados nos preceitos do Corão pelos marabus, que são homens mais velhos. Ao chegarem na casa, o grupo foi logo informado como vivem as crianças. Os meninos recebem intensivo treinamento nos textos do livro sagrado para os muçulmanos, além de praticarem as cinco orações diárias e obrigatórias voltados para Meca (a cidade sagrada do Islã) e pedirem esmolas na região. Eles são chamados de talibês (expressão árabe que significa aluno do ensino corânico) e levam uma vida de abnegação e muito estudo.

Após a apresentação, foi servido o almoço numa bacia, um prato típico do Senegal chamado Jebu Yap (carne com arroz) que, segundo Samya Freire, estava delicioso. Como a tradição muçulmana recomenda que todos devem comer com as mãos, todos participaram do alimento na bacia. Em seguida, o grupo de alunos entregou doações de roupas para os meninos muçulmanos. Foi nesse momento que Samya, acompanhada de sua mãe, a missionária Alzira Freire, pediu a palavra ao marabu. "Pedi a ele, que prontamente me atendeu, para cantar alguns louvores e compartilhar uma oração. Foi um momento muito bom. Por favor, continuem orando por nós e pelo trabalho junto aos muçulmanos", diz a pequena missionária.

Interceda pelo ministério dos missionários Pr. Walter, Alzira e Samya Freire no Senegal. Que eles sejam usados poderosamente para testemunhar do grande amor de Deus pelos muçulmanos nas várias oportunidades que surgirem no dia-a-dia. Peça ao Pai, também, pela vida dos filhos de missionários que estão nos vários campos na África, Europa, Ásia e Américas, para que eles sejam usados para alcançar amigos e colegas através de seus testemunhos de vida.

Adote, você também, um missionário. O PAM Kids é a oportunidade para as crianças participarem da obra missionária! Clique aqui e saiba mais.


domingo, 12 de julho de 2009

Proclamando o nome de Jesus na Itália

(Por Ailton Figueiredo - 18 de junho de 2009 )

O texto de Atos 9.15 – “Mas o Senhor lhe disse: Vai, porque este é para mim um instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e reis, bem como perante os filhos de Israel” – se tornou uma grande experiência dentro do ministério de proclamar o nome de Jesus na Itália.

Num domingo, durante o culto matutino, apareceu um homem armado próximo à Igreja Batista de Treviso. Uma família viu e chamou a polícia. O homem fugiu, mas o fato ganhou uma grande repercução na cidade; tornou-se, na segunda-feira, a notícia mais importante do jornal local. O título era: “Pavor para os fiéis da Igreja Batista.” Nesse dia, uma pessoa chegou à igreja e procurou pelo pastor, e logo me identifiquei. Ela é a responsável por um movimento filosófico na região Norte da Itália, e estava programando um evento com vários relatores para falar sobre a crise financeira mundial. Eles gostariam de ouvir a opinião da igreja protestante.
.
Lógico que aceitei o convite e, no dia 5 de maio, estava dentro da Universidade de Treviso junto com outros 23 relatores discorrendo sobre aquele tema. Todos eles são professores reconhecidos naquela região do país; docentes da Universidade de Pádova (a principal universidade da Itália), da Universidade de Veneza, da Universidade de Údine e da Universidade de Treviso. Eu me sentia o menor dos menores. Mas quando Deus chama, Ele reveste o Seu servo com o poder do Espírito Santo para proclamar o Seu nome sem temor.
.
E foi nesse poder que pude falar, abertamente, da nossa fé em Cristo Jesus. Comecei com uma foto do planeta Terra invertida, e perguntei-lhes se tinha algo errado. Grande parte afirmou que a foto estava virada, e foi muito “bom” corrigir doutores sobre um conceito tão primário. Pois quanto a Terra, inserida no Universo, não se pode afirmar que existe a parte superior ou inferior, e liguei este erro a conceitos de formação que temos. Onde o imperialismo sempre ensinou que uns mandam e outros obedecem; o Norte comandando o Sul. E, como um sul-americano, pude falar com a mente aberta sobre valores que aprendemos e raciocinamos sem a influência de outros.
.
Pude trabalhar com a crise, não por causa de um problema econômico, porque temos que escavar e olhar a origem. Tudo começa em Gênesis 3, como uma rebeldia. Deus criou o homem como administrador do mundo e não proprietário dele. Em Gênesis 3 entram o pecado e o egoísmo, o individualismo, a segregação e o exclusivismo. A origem da crise é por causa de uma rebeldia do homem a sua própria responsabilidade. O Hemisfério Sul vive a crise há muitos anos e nunca houve interesse do imperialismo dominante; crises sempre existiram. Exemplo como o Egito e a nação de Israel.
.
Terminei falando que a crise somente será resolvida quando o coração do homem retornar a Deus através de Jesus. Mas, infelizmente, os sábios deste mundo preferem crer na Teoria da Evolução e não no poder de restauração de Deus, na morte de Cristo na cruz e no poder da ressurreição. Crer numa teoria feita por um jovem, tão falha, somente uma mentalidade de macaco pode aceitar como um fato real. Depois os desafiei dizendo: olhem para o coração e reconheçam que houve o afastamento de Deus, mas Ele está presente, perdoa e restaura. Assim agindo, podemos descobrir a razão da nossa existência.
.
Essa foi uma grande experiência porque Deus me capacitou e me deu segurança de enfrentar aqueles “sábios”. Ao final fui novamente convidado para outro encontro cujo tema é: “O mal, a morte e a escuridão”. Sem dúvida, é Deus nos chamando para proclamar a Sua mensagem de amor e perdão. Peço a todos que orem e sejam presentes nesses desafios.
.
Pr. João Caio e Astrid Bottega (foto)
missionários dos batistas brasileiros em Treviso, Itália


sábado, 11 de julho de 2009

HUDSON TAYLOR - Missionário na China (filme)


Título original: Hudson Taylor
.
Sinopse: Um homem e seu sonho, um homem e a dura realidade, um simples homem de Deus.
.
Ele sonhava em servir a seu Senhor ao servir o povo chinês. Para tanto era necessário aprender uma coisa: o respeito e o conhecimento da cultura daquele povo, a língua do país e sobretudo aprender que: "O trabalho de Deus feito do modo de Deus nunca ficará sem o suprimento de Deus".
.
Este filme desafia a todos que receberam a grande comissão de ser "testemunhas" e conseqüentemente a tarefa missionária. A história de Hudson Taylor é um exemplo a ser seguido por quem deseja servir a Deus ao servir às pessoas.
.
Tempo aproximado: 88 minutos
Ano de produção: 1981
Ano: 2008

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Ansiedade (por Delane Souza)

Érico Veríssimo escreveu: “Só existem dois dias do ano sobre os quais nada pode ser feito. Um deles se chama ontem e o outro amanhã. Portanto, hoje é o dia certo para você amar, sonhar, ousar, produzir, e acima de tudo acreditar!”.

O ontem, já passou. Não podemos viver presos a ele, pois não temos condições para mudá-lo. O amanhã, ainda não chegou.

Viver antecipando os fatos e o tempo, é viver dominado por um sentimento definido como “estresse antecipado”, que é um estado de ansiedade.

A ansiedade, segundo a psiquiatria médica, é uma sensação de receio e de apreensão, sem causa evidente, e que pode causar fatores que sentimos no nosso organismo, como a aceleração dos batimentos cardíacos (taquicardia), o suor excessivo (sudorese) e outros.

A ansiedade é definida, ainda, como uma situação de aflição, angústia e agonia, que é causada pela incerteza ou receio. Daí, a definição de “estresse antecipado”. A pessoa sofre sem um motivo evidente. Quer antecipar o futuro, o amanhã.

Ela conduz a pessoa a uma sucessão de raciocínios lógicos e ilógicos, reais e irreais. Um pensamento vai se somando a outro, até que chega o momento da realidade, que pode trazer frustrações. A ansiedade alimentada pode levar ao estado depressivo.

O que fazer quando este sentimento nos aflige e tira a nossa paz, prejudicando, até, a nossa confiança em Deus? Qual é a terapia?

O sábio Salomão, em Pv 12.25, ensina: “A ansiedade no coração do homem o abate, mas uma boa palavra o alegra”. Ele receita “uma boa palavra”.

O apóstolo Pedro ensina que, para nos livrarmos da ansiedade, devemos lançá-la sobre Deus, porque Ele tem cuidado de nós. (1 Pe 5.7)

Jesus Cristo, do alto da sua sabedoria e autoridade, disse, nos textos registrados por Mateus (6.25-28) e Lucas (12.22-26); “não estejais ansiosos…” E dá, pelo menos, quatro motivos:

1. Não há razão para estarmos ansiosos, se confiamos em Deus.

2. Não podemos, sozinhos, satisfazer a nossa ansiedade.
3. Temos muito valor para Deus.

4. E, com certeza, Ele cuida de nós.

O apóstolo Paulo, fiel às palavras do divino Mestre, aconselhou à igreja de Filipos (e recomenda a todos nós): “Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças”. (Fp 4.6)

A ansiedade tem se tornado o grande mal da humanidade, atingindo todas as faixas etárias, desde a mais tenra idade. Alguns precisam de medicamentos feitos pelos homens. Mas, com certeza, todos, precisam seguir a terapia ensinada pela Palavra de Deus.

Delane Souza

(Fonte: site PIB de Vitória - Pastoral do dia 03/05/2009)

segunda-feira, 6 de julho de 2009

MOBILIZAÇÃO - Proteste contra o acordo!

Convocação para mobilizar o povo evangélico contra o acordo entre o Brasil e a Santa Sé.

"O texto abre caminho para que o Brasil volte a ser um Estado confessional, com uma religião oficial com mais prerrogativas do que as outras. Isso fere a Constituição, pois tem a ver com a liberdade de crença, a pluralidade de religião, a diversidade de culto". Coordenador da bancada evangélica, deputado João Campos (PSDB-GO), considera que o tratado fere a separação entre Estado e Igreja prevista na Constituição.O acordo privilegia de outras formas a igreja católica e a matéria será votada nessa próxima semana. VOCÊ precisa se posicionar.


Para saber mais sobre o assunto acesse o site da Primeira Igreja Batista de Curitiba e preencha o formulário, colocando seu nome, RG e sua mensagem contrária ao acordo.

domingo, 5 de julho de 2009

Levanta e Resplandece (livro)

Até 1949, não havia Mensageiras do Rei no Brasil. As organizações existentes eram a sociedade de crianças e a sociedade de moças. Neste mesmo ano foi criada a organização de mensageiras do rei, organização voltada para as meninas de 9 à 16 anos com o foco missionário, tendo como sua primeira líder eleita a missionária americana Minnie Lou Lanier, que foi muito importante para este trabalho aqui no Brasil.



Biografia de Minnie Lou Lanier,
missionária norte-americana no Brasil.

Em 1949, em obediência a uma chamada divina, ela aceitou o desafio de viajar pelo Brasil para ensinar as meninas das igrejas batistas a amarem missões.

Com talento e simpatia, Minnie Lou consquistou o coração das meninas e líderes do seu tempo e, graças ao seu trabalho dedicado, deixou-nos um grande legado: a organização Mensageiras do Rei.

Autor: Dinalva de Salles Queiroz
Edição: 6ª / 2005
Número de páginas: 48
Formato: 15 x 21 cm
ISBN 978-85-98663-08-1

Celina Veronese

sábado, 4 de julho de 2009

IDE (por Pr Paulo Eduardo)

Viver o evangelho do Senhor Jesus tendo como perspectiva apenas o atendimento das demandas pessoais é viver um evangelho deficiente, substancialmente diferente e distante daquele que o próprio Cristo pregou.

É verdade que recebemos bênçãos especiais dos céus ao nos tornarmos seguidores do Salvador. Creio nisto porque a Palavra assim afirma, e também porque o tenho experimentado na minha vida pessoal.

Como crentes, recebemos a garantia de que passaremos a eternidade no céu; desfrutamos da benção da comunhão com os irmãos de fé; oramos, e somos respondidos; providências divinas acontecem; livramentos e curas ocorrem como resultados das súplicas que fazemos e da misericórdia de Deus. Tenho experimentado tudo isto e creio que qualquer crente pode experimentar.

No entanto, é fundamental que no afã de recebermos bênçãos, não esvaziemos a nossa consciência cristã do sentido de missão inerente ao evangelho. Ir e transmitir é a nossa missão. Receber bênçãos e compartilhar com outros acerca do doador das bênçãos é nosso dever. Ter visão do que Deus pode fazer em nossas próprias vidas, e também nas vidas de outras pessoas, até mesmo daqueles que estão distantes de nós e que talvez nós nunca veremos, é algo que Jesus nos exorta a que tenhamos.

Alem de ser um dever, o IDE de Jesus dá sentido ao nosso viver. É muito bom sermos pessoalmente abençoados, e também é imensamente abençoador vermos pessoas sendo abençoadas através da nossa instrumentalidade. Somos edificados ao contribuirmos para que outros sejam edificados; somos enriquecidos pela graça de Deus quando somos usados para que outros conheçam a benção que é seguir a Jesus.

Por tudo isso, devemos cumprir o IDE de Jesus. Devemos cumpri-lo orando e sustentando aqueles que o próprio Deus comissionou para irem. Devemos cumprir o IDE de Jesus indo às ruas, às praças, deixando o recinto religioso confortável e anunciando de modo arrojado e corajoso o nome que é sobre todo nome, o santo nome de Jesus.

Pr. Paulo Eduardo

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Começa a Trans 2009 em três estados brasileiros: Tocantins, Alagoas e Piauí

A Operação Jesus Transforma já começou em três estados: Alagoas, Tocantins e Piauí. Em cada um desses estados, os voluntários, cerca de 600, já iniciaram a fase de treinamento, onde recebem instruções sobre técnicas de abordagem evangelística e informações sobre seus campos de atuação.

Do Piauí, o coordenador da Trans, Pr. Joel Ferreira da Silva, informou que os voluntários estão bastante empolgados com o projeto. "O negócio é impressionante! Eles chegaram aqui cantando, vibrando. A turma do Pará, com 11 pessoas e, dentre eles, 9 seminaristas, chegou fazendo festa, com bandeiras nas mãos", destacou. Os pastores Fernando Brandão (diretor executivo da JMN) e Josué Salgado (presidente da CBB) deram as boas vindas aos voluntários na manhã dessa quinta-feira. Pelo telefone, encorajaram os participantes a prosseguir, dando respostas aos desafios do campo.

Os 320 voluntários do Piauí foram divididos em três bases estratégicas: no sul, centro-sul e centro-norte do Estado. Para participar, alguns enfrentaram uma longa jornada. Duas voluntárias do Pará percorreram o rio Jari durante três dias até Belém. Em seguida, viajaram 13 horas de ônibus para chegar a Teresina. Uma terceira, também do Pará, fez o mesmo trajeto até Belém, mas enfrentou mais 30 horas até Cristino Castro, no sul do Piauí. Tanto esforço valerá a pena quando vislumbrarem o florescer das sementes plantadas nas cidades-alvo.

Os voluntários da Trans nos três estados estão, nesse momento, em treinamento e à noite participarão do culto de comissionamento. Amanhã bem cedo seguirão para os campos, levando Cristo em localidades pioneiras ou de revitalização.