domingo, 17 de maio de 2009

Operação Resgate (livro devocional)


Quem precisa de resgate? Todos.
E, felizmente, o resgate de JESUS é para todos.
A vida nos apresenta inúmeras situações onde precisamos de resgate
e a mais contundente delas é a necessidade de resgate espiritual.

“Pois o Filho do homem veio buscar e salvar o que estava perdido” (Lucas 19:10).

Jesus é a centralidade da Bíblia, o centro da existência. Em outras palavras, a vida só tem sentido e plenitude quando Jesus está no centro dela. Para isso, ele mesmo efetua o resgate.
A missão de Jesus, ao vir ao mundo, é descrita biblicamente como buscar e salvar os perdidos, pecadores, doentes, etc. Ou seja, de uma forma ou de outra, todos precisamos de resgate. O pecador, perdido, enfermo é todo aquele que está distante de Jesus (conhecendo-o pessoalmente ou não).

A missão de Jesus ao vir ao mundo para buscar e salvar não ficou restrita àqueles dias na Palestina, ele continua hoje. Ele faz isso porque é movido por seu amor. Ele se apresenta para as pessoas, em especial aquelas que pensam que não tem nenhum valor para Deus, nem para si, para aquelas que têm fome e sede de Deus. Ele espera que no momento com ele, haja uma resposta receptiva e afirmativa a seu chamado.

A missão de Jesus de resgatar a humanidade é compartilhada com a Igreja, sua família na terra. Portanto, ela precisa ser uma comunidade cheia do Espírito Santo: envolvente, contextualizada, relevante, crescente e ágil, comprometida em buscar e salvar os que de alguma forma estão perdidos. Por isso, você também pode estar envolvido na missão de resgate de Jesus.

A movimentação de 40 dias de oração, estudo e relacionamentos sob a ótica de resgate é uma oportunidade de conhecermos mais aquele que nos resgatou das trevas para A luz, do diabo para Deus e de nós mesmos para os outros; uma oportunidade de lembrarmos a missão que nos é compartilhada: resgatar os perdidos, mas que estão em nosso convívio; uma oportunidade de ser o alvo desta operação resgate de Jesus e experimentar um novo tempo de vida.
.
Jesus veio para resgatar você!
.
Pr Paschoal Piragine Junior (livro “Operação Resgate”, Introdução)
.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Missionários em Porto Alegre-RS (Projeto Vila Cefer)

PROJETO VILA CEFER II _ Porto Alegre - RS
Missionários: Cláudio José Farias de Souza e Marly Tavares Pinheiro de Souza


A família missionária assumiu o campo de Porto Alegre em 11 de março de 2004, iniciando o Projeto Cefer, que constava de sete irmãs e um irmão que se reuniam numa capela comunitária - dividida com outras denominações - alugada às sextas-feiras à noite. Os missionários se utilizam da evangelização pessoal, visitas e distribuição de folhetos acompanhados de cartas, nas quais apresentam as programações da Missão e se colocam à disposição da comunidade, como formas de aproximação. Programações especiais são realizadas em datas comemorativas, como dia das mães e dos pais, onde recebem não-crentes para ouvir a Palavra. O projeto infantil, Tarde Alegre, atende cerca de 50 crianças, semanalmente, na associação de moradores. A igreja oferece o lanche da tarde para as crianças e a missionária Marly conta histórias bíblicas, brinca, ensina músicas e também trabalhos manuais. As crianças que, a princípio, os ameaçavam, jogando inclusive pedras sobre o telhado, hoje em dia, chegam mais cedo para ajudar a preparar as mesas e o material para o trabalho. São distribuídas cestas básicas para os pais dos pequeninos uma vez por mês. São realizados cultos de oração às terças-feiras, ensaios e reuniões; nas quartas-feiras há encontro e programas especiais com as senhoras da Mulher Cristã em Ação; no domingo temos a Escola Bíblica Dominical, cultos pela manhã e à noite, ensaios e aula de música. Os cultos nos lares são realizados às sextas-feiras e são de cunho evangelístico. Quinzenalmente, a igreja tem realizado o projeto Sinal Verde Para Jesus. É um projeto, também evangelístico, que oferece, além da Palavra de Deus, um lanche para crianças, adolescentes e até mesmo adultos que ficam nos sinais de trânsito pedindo ajuda financeira.

Em 2005, a Missão Cefer II contava com 19 membros e cerca de 45 pessoas freqüentando os cultos. Em abril de 2006 iniciou um projeto esportivo para crianças e adolescentes, que acontece uma vez por semana na quadra de esportes da associação, quando é apresentada uma mensagem devocional antes de iniciar a parte esportiva. Em outubro do mesmo ano, o projeto Cefer passou a chamar-se Igreja Batista Missionária, sendo organizada como igreja no dia 10 de novembro de 2007. No dia 20 de dezembro, foi realizado o grande sonho da igreja: a compra do terreno, que ainda não foi pago totalmente. O próximo desafio é a construção do templo e a realização da autonomia da igreja. A Igreja iniciou o ano de 2008 com 50 pessoas em seu rol de membros.

Desafio
Porto Alegre é a capital do estado do Rio Grande do Sul, localizada junto ao rio Guaíba, no extremo sul do país. A cidade constituiu-se a partir da chegada de casais açorianos portugueses, em 1742. No século XIX contou com o influxo de muitos imigrantes alemães, italianos, poloneses e árabes. Porto Alegre tem uma população de 1.440.939 habitantes e área aproximada de 497 km², sendo que cerca de 4,1 milhões de pessoas do sul do país vivem na região metropolitana. Apesar do mais elevado índice de desenvolvimento humano no Brasil, e de ter sido eleita por uma consultoria inglesa como uma das 24 cidades com maior potencial para atrair investimentos no mundo - sendo a única representante brasileira, Porto Alegre ainda sofre com problemas sociais e altos índices de violência como qualquer outra metrópole brasileira.

Espiritualmente, a cidade é hoje um dos maiores desafios para a evangelização. Em 1960, Porto Alegre tinha 10 igrejas e 1024 batistas. Quase 50 anos depois, a capital gaúcha tem 15 igrejas da Convenção Batista Riograndense e cerca de 2000 batistas, que representam menos de 0,2% da população. Porto Alegre tem apenas 9,3% de evangélicos, sendo a capital com menor índice de crescimento do Evangelho. Por outro lado, é a capital que concentra o maior contingente espírita do Brasil, tendo cerca de 30 mil centros de macumba. O tráfico de drogas, a gravidez na adolescência e o índice de suicídio alcançam os maiores índices brasileiros. A cidade tem 78 bairros oficiais e quase todos sem nenhuma presença batista. O bairro Jardim Carvalho onde está situada a Vila Cefer é um dos mais populosos de Porto Alegre. Alcançar este bairro populoso com a mensagem de salvação e plantar novas igrejas batistas é o grande desafio.

Metas
- Alcançar um crescimento da membresia de 50%;
- Ter 100% dos membros matriculados na EBD;
- Ter 100% das famílias realizando o culto doméstico;
- Construção do templo;
- Autonomia da Igreja;
- Abertura de novas frentes.

Oração
1. A saúde física, emocional e espiritual da família missionária;
2. A conversão dos moradores do bairro Jardim Carvalho;
3. Construção do templo;
4. Abertura de novas portas para pregação do evangelho;
5. Crescimento numérico e espiritual da congregação.

terça-feira, 12 de maio de 2009

PEM - Programa Esportivo Missionário

O que é?
Em março de 1997, uma equipe brasileira formada por jogadores profissionais seguiu para um país no sudeste da Ásia, atendendo ao convite das autoridades locais encantadas pelo sucesso do nosso futebol. Foram quatro jogos amistosos durante o curto período de dez dias. Entretanto, após seu retorno ao Brasil, logo os reflexos deste projeto divino evidenciaram-se na vida desses jogadores. Alguns deles foram imediatamente convidados a retornar àquele país, agora, porém, contratados para defender equipes locais. Esta era a porta que tantas agências missionárias há anos perseguiam: acomodar profissionais cristãos em países como este, tão resistente ao evangelho. Logo nos vimos diante de uma imensa oportunidade de vencer o jogo e impactar não só aquele como muitos outros países em todo o mundo ainda fechados para o evangelho, porém simpáticos e abertos para o futebol brasileiro. A Junta de Missões Mundiais da Convenção Batista Brasileira desde o início reconheceu este potencial e criou o Projeto Gol, que vem abrindo portas para a evangelização dos povos não somente da Ásia, mas de outras partes do mundo. Hoje vemos que a visão de utilizar o esporte na obra de missões tem sido uma grande jogada. O Projeto Gol cresceu e deu origem ao Programa Esportivo Missionário da JMM. Hoje o PEM está presente em países da Ásia, África, Europa e América Latina, coordenando o trabalho de diversos missionários que utilizam o esporte como uma de suas ferramentas missionárias.



Objetivos:
  • Mobilizar, selecionar e preparar novos obreiros para o uso do esporte como estratégia missionária;
  • Capacitar, técnica e ministerialmente, os atuais missionários da JMM no uso do esporte como mais um instrumento de trabalho no campo;
  • Criar, elaborar e disponibilizar aos missionários da JMM material didático e metodológico para utilização do esporte, sobretudo o futebol, como facilitador da identificação com a comunidade na qual estão inseridos, além de assessorá-los na utilização deste material;
  • Fomentar e capacitar o missionário da JMM a se tornar um intermediador e facilitador do processo de contratação de técnicos e atletas profissionais, nas questões relacionadas à comunicação (interpretação), adaptação cultural e pastoreio;
  • Promover entre os batistas brasileiros com histórico de prática esportiva, ou que ainda estejam envolvidos nesta atividade, um período no campo missionário através do Programa de Voluntários da JMM.
Como participar:
Você pode participar intercedendo pela vida dos obreiros do PEM, dos jogadores e treinadores cristãos que vivem nestes países.

Ofertando para o Programa Esportivo Missionário através do PAM, você participará do sustento de um dos obreiros que utilizam o esporte como ferramenta missionária.

Se você gosta de esportes e ama missões, pode consagrar sua vida e fazer parte deste time. Entre em contato com nosso setor de Recursos Humanos.

Você pode “doar” suas férias para missões. Através do esporte, você poderá servir durante seu próximo período de férias em qualquer um dos campos missionários da JMM onde se utiliza o esporte como ministério. Entre em contato para mais informações.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Qual a sua posição em MISSÕES?


Segurando a corda? Os mantenedores.

Ajudando a segurar a corda? Os intercessores.

Dando orientações? Os pastores e líderes.

Descendo pela corda? Os missionários.

Na água? Jesus é a solução para você!

Você acha que não está representado no desenho.

Olhe bem!

Você pode estar sob a água!

Quem não trabalha, dá trabalho!