domingo, 12 de abril de 2009

Projeto Bíblias para China

Em 2008, a Junta de Missões Mundiais lançou um projeto que tinha como objetivo principal suprir a maior necessidade atual dos crentes chineses: ter sua própria bíblia. O Projeto Bíblias para a China visava arrecadar fundos para que as bíblias fossem impressas na própria China, diminuindo custos e aumentando alcance da distribuição. Os batistas brasileiros se mobilizaram e o Projeto registrou o equivalente a mais de 20 mil unidades. Para 2009, o desafio continua e o alvo é ainda maior: possibilitar que mais 100 mil chineses tenham acesso às Escrituras Sagradas.
.
Entretanto, algumas dificuldades têm se levantado diante da equipe missionária de Missões Mundiais. A impressão das bíblias começou a sofrer fiscalizações, o número de crentes chineses a serem atendidos aumentou consideravelmente e a distribuição ficou comprometida. Os valores estipulados estão sendo arrecadados por todo o Brasil, o que aumenta a possibilidade de alcance do alvo proposto (100 mil bíblias), porém o que mais preocupa os missionários é o fato de que não estão conseguindo distribuir todo o material aos irmãos chineses. A Junta de Missões Mundiais convoca a todos para orarem pelo Projeto Bíblias para a China.


Por que a Bíblia é tão importante para os chineses?
.
Quando o Partido Comunista Chinês assumiu o controle do país, em 1949, um de seus objetivos era eliminar as religiões. A Igreja Cristã foi violentamente perseguida – pastores foram denunciados e suas igrejas destruídas; muitos cristãos tiveram suas casas confiscadas, outros foram ridicularizados nas ruas. Milhares de crentes foram presos e muitos assassinados por causa da fé em Jesus, e suas bíblias foram queimadas. Muitos irmãos em Cristo arriscaram a própria vida para salvar suas bíblias, que se tornaram relíquias, verdadeiros tesouros. As poucas que restaram ficaram amassadas ou faltando páginas. Mesmo assim, elas passaram a ser copiadas a mão ou contrabandeadas por cristãos de países vizinhos. O simples gesto de tocar numa bíblia tornou-se motivo de derramar lágrimas.
.
Quando o governo comunista pensou que o cristianismo havia desaparecido, ele ressurgiu mais vivo do que nunca. Hoje, há 70 milhões de cristãos na China que, na sua maioria, se reúnem nas casas. Às vezes, por falta de espaço, os crentes ficam ajoelhados o culto inteiro. Os hinos são cantados apenas com o mexer dos lábios, para não chamar a atenção dos vizinhos. Sob a acusação de seguirem uma seita, ainda hoje muitos crentes são presos, alguns mortos e outros simplesmente “desaparecem”.
.
Em 1985, a Bíblia começou a ser impressa na China e, até hoje, só pode ser adquirida nas igrejas permitidas pelo Governo, o que dificulta o acesso dos mais carentes às Escrituras. Por suprir esta carência a JMM lançou o Projeto Bíblias para a China.
.
Ajude uma família chinesa a adquirir a sua bíblia! O custo de produção de um exemplar na China é de R$ 13,00. Se preferir, dê uma oferta mensal ou uma oferta especial para esse projeto.


Para mais informações ligue para:
2122-1901 (de cidades com DDD 21)
0800 709 1900 (das demais localidades)
Portal: www.jmm.org.br e E-mail:pam@jmm.org.br
.
.

Nenhum comentário: