terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

El Mundo Visto Desde El Perú (Jocum)

Pois o próprio filho do homem não veio para ser servido,
Mas para servir e dar a vida em resgate por muitos”

Se buscarmos entendermos a nossa verdadeira essência como pessoa perante a Deus conseguiremos realmente ser eficazes em tudo aquilo que nos propusermos a fazer e/ou a realizar.
Nesta passagem vemos dois grandes discípulos (Tiago e João) almejando a posição mais alta perante o reino de Deus. Mas Jesus adverte dizendo que a verdadeira grandeza consiste em servir ao próximo. Este era a base do ministério de Jesus!
Em cima desta palavra montamos um grupo a qual tínhamos um único sonho, um único objetivo.
Servir o povo peruano!
Estávamos cientes de todas as possíveis dificuldades que enfrentaríamos na nação Peruana, porém nossa fé foi baseada nesta palavra que Deus nos compartilhou.
Era tempo de servir!
Durante uns meses nós nos preparamos em diversas áreas de trabalho e evangelismo que nos seriam mais eficazes no período a qual lá estivéssemos.
Fabricamos mais de 1500 pulseirinhas evangelísticas para crianças, junto a vários livros sem palavras (uma outra forma de evangelismo infantil).

Começamos nossa grande aventura indo para Puerto Maldonado, divisa de Brasil com o Peru, para nossa ida foram 5 dias de ônibus a qual pegamos estrada de barro e atravessamos até mesmo com balsas, esta é uma cidade que está na selva peruana. Nesta cidade nosso trabalho foi bem intenso com impactos de ruas e rádios, escolas e apresentações na televisão, tivemos uma grande divulgação de nosso trabalho. Para ter uma idéia em apenas um impacto de domingo a noite na praça central tivemos mais de 50 conversões (para honra e Gloria de Deus!) este nos deram seus nomes, endereços e estavam interessados em visitas e acompanhamento.

Nossa viagem continuou rumo a Cusco, uma cidade com um grande foco em turismo, e onde pudemos presenciar uma idolatria muito enraizada na cultura. Logo quando chegamos o pastor nos surpreendeu com uma triste noticia, que naquela região as pessoas eram muito fechadas para o evangelho e que teríamos muita dificuldade no trabalho.
Porém com muita oração e entrega a Deus vimos os “céus se abrirem” e muitas coisas boas aconteceram naquela cidade. O pastor Herbert ainda não contava com um templo para sua igreja devido o pouco tempo de trabalho e pouco número de membros. Com 2 semanas que estávamos ali o pastor já estava a buscar um local para a igreja e já tínhamos um número significativo de pessoas convertidas. Foi um tempo maravilhoso em nossa vida e na vida do pastor e sua família!

Seguimos então para Tacna região desértica do Peru, um lugar fascinante por sua peculiaridade, e uma cidade envolta por dunas de areia a qual não se vê nada além de areia. Para chegar a esta cidade foram 12 horas de viagem em meio ao “nada” que o deserto nos proporcionava.
Tivemos trabalhando com 2 igrejas no tempo a qual estivemos lá. E uma das experiências mais marcantes foi o dia que fomos trabalhar com o povo “sem terra”, vimos o sofrimento nos olhos daquele povo que perdeu o pouco que tinham num confronto com os donos das terras os quais contrataram matadores para destruírem suas moradias e para os tirarem daquele lugar. Quando lá chegamos a primeira vista pensei que não haveria condições de alguém viver ali, porém conforme fomos andando e entrando no lugar me deparei com famílias inteiras vivendo nos escombros daquilo que um dia chamaram de lar. Uma triste realidade !

Dali seguimos para Lima onde fizemos conexão para Chiclayo nossa última parada no norte do Peru. Ali foi um tempo de estar trabalhando para que toda a igreja se comprometesse com missões e entendesse o verdadeiro sentido de ser cristão, foi um tempo maravilhoso onde pudemos realmente estar em comunhão com todos na igreja e pudemos ver os milagres de Deus.

Estivemos 2 meses no Peru onde comemos o que o povo comia, dormíamos como eles e estávamos em todo tempo aprendendo. (Uma nova cultura) .
Por todos os lugares que íamos trabalhar com crianças nos vestíamos de palhaços e bonecas. O olhar de felicidade e gratidão daquelas crianças nunca sairá de minha mente.
Vimos Deus nos dar capacitação para aprender e falar o espanhol e em muitos casos sem nenhuma palavra vimos pessoas entregando suas vidas a Jesus porque sentiam algo diferente em nossas vidas como equipe.
Tivemos muitos momentos de dificuldade (na saúde, nas finanças e emocionalmente), porém sabemos que “tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus.” E todas nossas dificuldades nos impulsionaram a crescer mais na presença de Deus e a confiar mais nas suas promessas que são imutáveis.
A cada conquista que tivemos foi por um trabalho em equipe que nos dava a força que precisávamos para continuar. Nossas conquistas deixavam os pastores locais muito felizes e a nós uma gratidão nos invadia por podermos realmente fazer cumprida a vontade de Deus naquele lugar.
Entendemos mais do que nunca ao final desta maravilhosa experiência que nascemos para servir ao necessitado e não para ser servido!

A todos os que conosco estiveram em orações e ofertas queremos agradecer.
Que Deus possa realmente cada dia mais estar lhes abençoando de uma forma imensurável.

Continue orando por nós!

Temos grandes desafios pela frente e queremos convidar-lhes a estar conosco.

Giovani e Talita
(Missionários da Jocum)

Nenhum comentário: