domingo, 27 de dezembro de 2009

Viver é esforçar-se (por Israel Belo de Azevedo)

.
.
O ensaio da orquestra vai começar.
Os músicos, todos tocando de graça, vão chegando.
Ao longo, podem-se ouvir os acordes ainda pouco sonoros.
No dia do espetáculo, os ouvidos se encantarão, graças aos esforços dos instrumentistas.
Eles nos ensinam que a música demanda muito suor, sacrifício até.
Uma vida que vale a pena demanda muito esforço, embora tantos insistam que as coisas sejam fáceis.


Bom dia,
Israel Belo de Azevedo

sábado, 26 de dezembro de 2009

Cinco ciganos são batizados em Curitiba

Segunda-feira, 7 de dezembro de 2009


Dia 6, os missionários que atuam entre os ciganos de Curitiba, PR, celebraram um feito inédito: o maior batismo de ciganos já ocorrido na denominação. Cinco ciganos desceram às águas batismais em programação ocorrida na Igreja Batista do Bacacheri, igreja-mãe da frente missionária entre os ciganos portugueses.

Os batismos encerraram um final de semana intenso. Igor e Sayuri Shimura, responsáveis pelo trabalho com a etnia cigana, estiveram envolvidos em uma viagem missionária a Prudentópolis e Guamiranga, no interior do Paraná. Nessa ocasião, dois acampamentos foram impactados com pregações contextualizadas e testemunhos de ciganos convertidos, além de atividades com crianças.

Segundo Igor, geralmente os ciganos, por causa de sua religiosidade mística e sincrética no Brasil, "aceitam Jesus" com facilidade. Porém, são considerados convertidos somente quando percebem mudança de vida e comprometimento com o Reino. "Louvamos a Deus porque depois de sete anos e meio de árduo trabalho, podemos ver o batismo de ciganos que não somente entregaram suas vidas a Cristo, mas estão vivendo o Evangelho. Não deixaram de ser ciganos, mas deixaram o pecado. Agora são ciganos de Cristo! Glória ao Nome do Senhor Jesus Cristo hoje e sempre", concluiu Pr. Igor.




quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

"Dá não, senhor"

Um sujeito colocou seu sítio à venda. Logo no primeiro dia apareceu um interessado. "Bom dia, estou em busca de uma área para plantio, como é a terra daqui, dá milho, dá feijão?" Perguntou-lhe o visitante. "Dá não, Senhor", respondeu o proprietário. "E mandioca?" indagou novamente o comprador. "Dá não, Senhor." "Nem mandioca?" Espantou-se o homem. "Dá não, Senhor" disse o vendedor.

O interessado não era um grande conhecedor da terra, mas conhecia um pouco do assunto, olhou a terra ao seu redor e pareceu-lhe terra boa. Coçou a cabeça, como que para ajudá-lo a entender o caso, e fez a pergunta derradeira: "E se plantar?" O vendedor então respondeu "Ah...moço, daí é uma maravilha. Daí dá de tudo. Dá batata, milho, feijão, cana, capim, frutas, e até mandioca".

Às vezes, nós reclamamos porque não colhemos bons frutos. O lar vai mal, a sociedade vai mal, a igreja vai mal, nós vamos mal, porque não estamos colhendo bons frutos. Mas fica a pergunta: "e se plantarmos?".

Será que nós estamos plantando alguma coisa? O que estamos plantando? E quanto estamos plantando? Paulo diz: "Aquele que semeia pouco, pouco também ceifará; e aquele que semeia em abundância, em abundância também ceifará" (2 Co 9.6). Portanto, antes de reclamarmos, examinemos o nosso plantio!

É fácil reclamar, lamentar, culpar os outros, e continuar numa situação de comodismo, parado, sem plantar nada...terreno em que não se planta, enche de tiririca... Plante muitas sementes boas no seu lar, seu casamento, na criação de seus filhos, no trato com os vizinhos, na sua comunidade, na sua igreja!

Pensemos em missões. Que frutos espirituais se produz no Rio Grande do Sul, no Acre, no Ceará, em Minas Gerais? Depende: se não plantar, não dá nada, mas se plantarmos, colheremos muitos frutos. Algumas lavouras dão frutos muito rapidamente, outras demoram alguns anos, porém, mais cedo ou mais tarde é certo que colheremos. Portanto, vale a pena plantar!

É preciso semear a boa semente do evangelho de Cristo nos grandes centros, nas cidades desenvolvidas, onde parece árido, mas há corações sedentos de salvação. Nada de desânimo, precisamos semear!


Extraído do boletim da Campanha de Missões Nacionais

domingo, 13 de dezembro de 2009

Missões e Família (por Pr. Manoel Thé)

MISSÕES NACIONAIS 2004
.
As páginas bíblicas são ricas em exemplos para a família. As famílias cujos líderes aplicaram suas vidas no fazer a vontade de Deus foram abençoadas em todos os sentidos. Vamos a alguns exemplos. Temos a casa de Josué. Não nos consta que a prole de Josué tenha passado misérias materiais. Não nos consta também que Samuel, cuja vida foi totalmente separada para o serviço de Deus, tenha vivido também dificuldades materiais.

Essas afirmações devem suscitar uma pergunta: Por que o escritor destas linhas faz tais afirmações? A razão é bem simples. Ao longo de nossa vida temos contemplado pais e mães que distanciam seus filhos da consagração ao serviço do Senhor, julgando que se essa for a escolha deles, um destino de obscuridade, de pobreza e de marginalidade social lhes estará reservado. É um erro diabólico, pois além de não ser verdade, é exatamente o contrário que acontece.

Façamos agora uma afirmação mais categórica. Se um casal quer garantir o futuro dos filhos no sentido pleno da palavra, ou seja, que tenham boa conduta moral, espiritual, sucesso no casamento, finanças sob controle, e sendo esse casal um casal cristão, a coisa mais recomendável que devem fazer é tornar sua casa um centro de missões. Tal providência é infalível. Apresentemos algumas justificativas para tal afirmação.

Em primeiro lugar, tal medida contará com a bênção e aprovação divina. Se Deus nos envia a todos os povos como poderá negar-nos a bênção por obedecer-lhe? Isso seria contrariar-se a si mesmo, o que seria um absurdo acontecer com a pessoa de Deus. Em segundo lugar, promover Missões é algo imensurável em termos de ideologia, e sempre que uma ideologia sadia é colocada para nossos filhos suas forças se redobram. Em terceiro lugar isso lhes dá um propósito para viver. A maioria dos jovens que hoje entra nas drogas, nos vícios, porque não encontram sentido para a vida. Que sentido há em buscar riqueza, fama, posição social? Se tais coisas trouxessem sentido ao viver, os que as conquistaram não estariam nas páginas dos jornais como violadores da lei, como se vê acontecer. Para termos bem claro que o que afirmamos é verdade, leia o livro de Eclesiastes. Salomão, o seu autor, buscou riqueza, fama, sabedoria, ciência, e no final da vida escreve-nos avisando que tais buscas não dão sentido à vida. É isso o que ele quer dizer quando afirma; “Tudo é vaidade”.

E agora vamos ao fecho final. Quer garantir a honradez, a espiritualidade, e tudo que é bom para seus filhos? Introduza revistas missionárias em seu lar. Adote missionários para a oração. Leve seus filhos a adotarem com pequena quantia uma parceria missionária. Que cada um tenha o seu missionário para poder compartilhar com os demais da família as bênçãos que Deus derramou sobre seu missionário. Que o desafio torne-se uma questão pessoal para cada um. Que a reciclagem de materiais, que os cofres para guardar moedas, que tudo convirja para esse fim. O irmão nem pode imaginar o tamanho da bênção em assim agir! Não pode sequer imaginar os resultados saudáveis dessas medidas! O binômio “família - missões” veio de Deus, e Deus nunca erra. Deus não mandou um qualquer para morrer por nós. Mandou seu Filho. O exemplo começou no seio da família divina, começou no céu, e tudo que nos vem de lá é elevado, elevadíssimo mesmo! Lares de nossa igreja, vamos começar? Famílias, adotem já um missionário!
Pr. Manoel Thé
Igreja Batista Ebenézer, São Paulo, SP

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Nem uma unha ficará (editorial)

Min. Albert Martins
.
.
"Então o faraó mandou chamar Moisés e disse: 'Vão e prestem culto ao Senhor. Deixem somente as ovelhas e os bois; as mulheres e as crianças podem ir'.
Mas Moisés contestou: 'Tu mesmo nos darás os animais para os nossos sacrifícios e holocaustos que ofereceremos ao Senhor.
Além disso, os nossos rebanhos também irão conosco; nem um casco de animal será deixado. Temos que escolher alguns deles para prestar culto ao Senhor, o nosso Deus, e, enquanto não chegarmos ao local, não saberemos quais animais sacrificaremos'.
Mas o Senhor endureceu o coração de faraó, e ele se recusou a deixá-los ir.
Disse o faraó a Moisés: 'Saia da minha presença! Trate de não aparecer nunca mais diante de mim! No dia em que vir a minha face, você morrerá'"
(Êxodo 10:24-28)

O texto acima trata de um diálogo tenso entre Faraó e Moisés. Mais tenso para Faraó do que para o servo de Deus. Acontece após a nona praga, a das trevas. Sabendo que Moisés era um libertador instituído pelo Senhor, o rei do Egito (que se considerava um deus) tenta negociar, propondo algo diferente dos planos do Senhor para Seu povo. A resposta de Moisés é categórica: "Nem uma unha ficará". Afinal, eles iriam oferecer culto ao Deus de Israel ou, como diriam algumas versões bíblicas, celebrar festa ao Senhor. Faraó sempre fizera oposição a que o povo de Deus saísse do Egito. Afinal, o povo era escravo ali - vivia debaixo de seu domínio. E já no final do processo, vendo ser inferior ao poder de Deus, tentava fazer com que Seu plano não se cumprisse por completo.

Satanás é assim: tenta fazer com que você e eu jamais saiamos da escravidão. Por isso, tome uma decisão: nunca negocie com ele. Tudo o que ele quer é que a vontade do Pai não se cumpra na sua vida. Faça como Moisés e diga: vou celebrar festa ao meu Senhor. Minha vida por inteiro é dEle. Nem uma unha (ou área da minha vida) ficará. Meus pais, meu trabalho, a família que eu vou constituir, meus bens, tudo pertence ao meu Senhor. E deixe que Deus cuide do resto. Que Ele nos abençoe!

Adaptado - Cristianismo Hoje
(Fonte: Boletim Dominical da PIB de Curitiba, 29/11/2009)

sábado, 5 de dezembro de 2009

Campanha de Missões 2009 - Paraná

Missões Estaduais 2009

JUNTANDO FORÇAS PARA RESGATAR VIDAS!


Divisa: "Para lhes abrir os olhos a fim de que se convertam das trevas para a luz, e do poder de Satanás para Deus" (Atos 26:18)






domingo, 29 de novembro de 2009

Ar-livre Alcança Comunidade (Itália)


Nos primeiro dias de setembro, a Primeira Igreja Batista de Milão, na Itália, realizou um culto ao ar livre, em frente ao seu templo, com a participação do cantor evangélico italiano Nicola Milone. Apesar de ser incomum no país, o evento conseguiu reunir cerca de 100 pessoas; outras acompanharam a programação da sacada de seus prédios. Após a mensagem de Deus, ministrada pelo missionário Pr. Fernando Pasi, duas pessoas entregaram suas vidas ao Senhor Jesus.


Segundo o missionário, realizar programações que alcancem pessoas longe da misericórdia e do amor de Deus é mais que uma missão, é cumprimento ao que está escrito em Atos 1:8 "Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós, e ser-me-eis, e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até os confins da Terra". Este foi o versículo lembrado pelo Pr. Fernando Pasi para ilustrar o propósito do culto ao ar livre.


(Fonte: A COLHEITA - Informativo do Programa de Adoção Missionária-PAM,
Ano VI - nº 30 - Novembro/Dezembro 2009)



sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Para Refletir (oração PAI NOSSO)

- Se em minha vida não ajo como filho de Deus, fechando meu coração ao Amor, será inútil dizer: Pai Nosso.

- Se meus valores são representados pelos bens da Terra, será inútil dizer: que estais nos céus.

- Se penso em ser cristão por medo e comodismo, será inútil dizer: santificado seja o Vosso Nome.

- Se acho tão sedutora a vida aqui, cheia de supérfluos e futilidades, será inútil dizer: venha a nós o Vosso Reino.

- Se o que eu quero mesmo é que todos os meus sonhos se realizem, será inútil dizer: seja feita a Vossa Vontade.

- Se prefiro acumular riquezas, desprezando meus irmãos que passam fome, será inútil dizer: o pão nosso de cada dia nos daí hoje.

- Se não me importo em ferir, cometer injustiça, oprimir e magoar aos que atravessam o meu caminho, será inútil dizer: perdoai as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido.

- Se escolho o caminho mais fácil, que nem sempre é o caminho de Cristo, será inútil dizer: não nos deixeis cair em tentação.

- Se por minha vontade procuro os prazeres materiais e tudo o que é proibido me seduz, será inútil dizer: livrai-nos do mal...

- Se sabendo que sou assim, continuo me omitindo e nada faço para me modificar, será inútil dizer: Amém.

(Autor Desconhecido)

Fonte: site PIB Vitória-ES, Boletim Dominical de 25/10/2009)


domingo, 15 de novembro de 2009

Encontrão de Mulheres da PIB de Curitiba (14-11-2009)

... minha caixinha especial, minhas lembranças
... histórias preciosas para mim.

O tempo não pode apagar essa história de amor de Deus por nós.



TUDO O QUE TENHO,
TUDO O QUE SOU E O QUE AINDA SEREI...
Cristo Jesus é mais que uma história prá mim.

(letra de uma música "Além do Espetáculo", cantata Nataleluia em 2009)




sábado, 14 de novembro de 2009

O Clamor das Nações (video) JMM

Música da Campanha de Missões Mundiais da CBB em 2009

"O Clamor das Nações"

Letra e Música: Paulo Davi, Carlos Valiante Jr, Osvaldo Ferraz, Sérgio Marques

Arranjo e Orquestração: Paulo Davi

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Só Jesus Cristo Salva (poesia, por Léo Lima)

...............Só Jesus Cristo Salva



SÓ... ..........O homem segue incauto, só
.................Entre nevoeiro e espêsso pó,
.................Inseguro... Chega a causar dó!
.................Com dor e solidão voltará ao pó.


JESUS... ........Se não estiver salvo por Jesus,
...................Cuja resplendente e fulgurante luz,
...................Que ilumina o caminho da cruz
...................Aquele que crê e nEle se conduz!


CRISTO... ..........Estou dizendo tudo isto
.......................E ao mesmo tempo insisto
.......................Pois à mensagem não resisto
.......................Quero falar TUDO sobre Cristo!


SALVA... .......Como a fulgente estrela d'alva,
...................E o sol raiando na alva.
...................ELE não é simples ressalva
...................Pois: SÓ JESUS CRISTO SALVA !!!



Fonte: livro VÊ... , de Léo Lima

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Crianças do Lar Batista David Gomes recebem palestras sobre saúde


Sexta-feira, 06 de novembro de 2009

A missionária voluntária Haydée Gomes Silva passou 20 dias no Lar Batista David Gomes, em Barreiras/BA, desenvolvendo o projeto Preparados de corpo e alma, por meio do qual crianças e adolescentes tiveram um intenso aprendizado acerca dos cuidados que precisam ter com sua saúde.

Foram palestras sobre higiene, alimentação saudável, cuidado com roupas e sapatos, importância dos exercícios físicos regulares, etc. Como estímulo para o cuidado com a higiene, foram oferecidos aos internos saboneteiras, buchas para banho e kits de higiene bucal, contendo pasta, fio dental e escova. Segundo Haydée, meninos e meninas se mostram interessados em modificar muitos de seus hábitos, melhorando a qualidade de suas vidas.

Além disso, foram fechadas parcerias com dois laboratórios da cidade que oferecerão, gratuitamente, seus serviços de coleta de sangue, exames parasitológicos e análise da urina. "Desta forma, estará garantida a atualização anual dos exames de rotina de todas as crianças e adolescentes", compartilhou Haydée, feliz por mais esta conquista, finalizando com uma convocação: " Se você é um profissional da área de saúde, nutricionista, psicólogo, médico, enfermeiro, farmacêutico e outros, venha participar desta mobilização, precisamos de você para tornar a vida dessas crianças na melhor vida que poderiam ter. Pense com carinho e entre em contato com Missões Nacionais".

Outra parceria firmada, que beneficiará os adolescentes do Lar, foi com a Microlins que ofereceu cinco bolsas de estudos integrais para o curso de Comportamento Profissional como Marketing Pessoal, o que certamente os ajudará na conquista de emprego, quando deixarem o Lar. "Uma das características do programa Centros de Excelência é justamente o estabelecimento de parcerias com universidades, empresas, rede de saúde, etc que apóiam o desenvolvimento dos projetos na áreas de educação, saúde, empreendedorismo, profissionalização, cultura, meio ambiente, esporte, cidadania e lazer", destaca Alice.

Mais um momento especial ocorreu no fim de semana passado, quando um grupo de 32 adolescentes e juniores do Lar participaram do congresso de jovens da região. A missionária Aidete Brum,que os acompanhou, estava preocupada com a participação dos menores, mas garantiu: "Era maravilhoso ver os pequenos sentados na frente na hora dos cultos e nas oficinas também. O congresso de jovens aqui é uma festa para toda idade, então eles se sentiram muito bem, ninguem fez nenhuma reclamação, pelo contrário só elogios".

O encerramento foi com um farto churrasco, tudo organizado pela Primeira Igreja Batista de Luiz Eduardo, que prestou também grande apoio ao Lar nestes dias. A turma voltou para o Lar com gostinho de quero mais.


terça-feira, 3 de novembro de 2009

sábado, 24 de outubro de 2009

Jovem, Sente-se! (livro)



Biografia de Guilherme Carey (ou William Carey)
"O pai das missões modernas"

Num tempo em que poucas pessoas estão preocupadas em obedecer à ordem de Jesus de pregar o evangelho a toda criatura, do seu banco de sapateiro, o jovem Guilherme Carey vê o mundo e levanta-se para dar início a uma nova era missionária.


Autor: L. H. Dalton
Edição: 8ª / 2003
Número de páginas: 32
Formato: 15 x 21 cm
ISBN 978-85-98663-68-5


Celina Veronese

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Por ti, dou minhas férias (testemunho)

"Logo, já não sou eu quem vive,
mas Cristo vive em mim".
(Gálatas 2:20)

Fazer missões é deixar Cristo viver em nós, pois o próprio Cristo nos enviou para fazermos discípulos e Ele também assim o fazia.
.
Oferecer duas semanas das minhas férias para me dedicar a um campo missionário na cidade de Catiguá-SP, foi na verdade presentear-me, pois a experiência que vivi me acompanharão por toda a vida...
.
Conhecer pessoas, suas histórias de vida e vê-las se rendendo aos pés de Cristo é algo inenarrável. Somente vivendo missões é que um cristão pode experimentar tal fato.
.
Como promotora de missões eu pude acompanhar o árduo trabalho da missionária Valdice Decoté e entender o quanto é necessário mostrar a realidade do campo missionário para a igreja local e frisar a importância de se promover missões tanto no que se refere a enviar recursos materiais como enviar recursos humanos. Na comodidade muitas vezes das nossas igrejas não visualizamos o difícil trabalho de evangelizar. Porém, as recompensas são muitas, pois ganhar almas para Cristo não tem preço.
.
Nesse período ocorreu também o impacto evangelístico na cidade com a chegada de mais missionários voluntários que haviam participado da Trans Paulista. Foi um "arrastão evangelístico" passando de casa em casa e montando os estudos bíblicos e testemunhando conversões.
.
A cidade foi incrivelmente tomada pelo poder do Evangelho porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê.
.
Precisamos fazer missões em todo lugar e em todo o tempo.
.

Marislaine Souza
(Congregação Batista em Vila Muniz - Cajati, SP)

Fonte: Revista PÁTRIA PARA CRISTO - Ano LXII nº247, pág 17)

domingo, 4 de outubro de 2009

Uma Chama na Escuridão (filme)

Título original: Candle in the dark

Sinopse: William Carey navegou em 1793 com sua família para a Índia para compartilhar a mensagem de Jesus. Lá enfrentou tantos sofrimentos que é incrível que não tenha abandonado seu chamado. Continuou na batalha e influiu na abolição do "sati", um ato pagão onde viúvas eram queimadas vivas. Em 40 anos de ministério, Carey traduziu mais versões da Bíblia do que em toda a história do Cristianismo até aquela época. Ficou conhecido como "O Amigo da Índia" e "O Pai das Missões Modernas". Sua herança traz inspiração para muitos cristãos até os dias de hoje.

"Uma Chama na Escuridão", o drama de um homem dedicado a Deus e obediente a seu chamado, que fez muita diferença no mundo.

Ano de Produção: 1998
Tempo aproximado: 98 minutos.
Ano: 2006


A história verídica de William Carey (ou Guilherme Carey), o "pai das missões modernas".

William Carey foi um dos maiores promotores de missões na Índia. Todas as dificuldades que enfrentou fez aumentar o seu amor à obra e a dedicação à tradução da Bíblia para diversos dialetos da região. Este filme mostra sua persistência, sofrimento e alegria.

Fato interessante: Richard Attlee, o ator que faz o papel de William Carey, é o neto do Primeiro Ministro Clement Attlee quem presidiu a independência da Índia das colônias britânicas.

O Christian History Institute que gerenciou o produção deste filme, tem preparado um estudo bíblico sobre a vida de William Carey para utilização gratuita em igrejas, células, casa e em particular.


sábado, 3 de outubro de 2009

Missionar 2009

Benção!!
Deus usou os preletores para que Sua mensagem fosse dita nesses dias (23 a 27 de Setembro).
Podemos refletir um pouco em algumas frases do Pr Paschoal:


"Senhor, dá-me coragem e autentica sua mensagem".


"Quando oramos, Deus ouve".


"Abre meus olhos, para enxergar a realidade com Seus olhos".


"Qual é a minha parte do Seu projeto? O que o Senhor tem comigo para o avanço da obra missionária?".


"Todos temos um chamado, e o nosso chamado não tem endereço certo. Deus é quem determina o lugar".


***


O Missionar é o Congresso de Missões da Primeira Igreja Batista de Curitiba, que visa levar as pessoas a viverem missões. Durante o Congresso acontecem oficinas, cultos e divulgação de trabalhos evangelísticos, para que cada um se envolva com missões, cumprindo o chamado de Jesus.

O nome MISSIONAR foi criado como um verbo para poder levar a Igreja a uma ação!

Missionar é oração, adoração, é missão!
***

ORE, CONTRIBUE, PARTICIPE !



sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Campanha Nacional de Evangelização de Crianças



Começa, em Outubro, a Campanha Nacional de Evangelização de Crianças

Entre os dias 10 e 12 de Outubro de 2009, os batistas brasileiros estarão engajados na Campanha Nacional de Evangelização de Crianças - CNEC que traz como tema Crianças para Jesus.
A ação, que surgiu da parceria entre Missões Nacionais e a União Feminina Missionária Batista do Brasil, tem como objetivo alcançar os pequeninos antes que sejam alcançados pelas malezas que afetam o país, tais como a questão das drogas, prostituição ou, até mesmo, a tradição idólatras de algumas localidades.

Alvos da Campanha
Devido a grandiosidade e relevância desse projeto, espera-se a participação efetiva de no mínimo 80% das igrejas batistas, e que estas remetam os resultados à JMN, para que, ao final, seja possível mensurar o alcance da Campanha.
Sugerimos que cada igreja elabore seu alvo na proporção de 30% do número de membros, ou seja, se uma igreja possui 100 membros, pode estabelecer um alvo de alcançar no mínimo 30 crianças durante a realização da campanha.




sábado, 26 de setembro de 2009

O Peregrino (filme)



Título original: O PEREGRINO (o filme)

Sinopse: O Peregrino, originalmente Pilgrim´s Progress, é o livro mais vendido depois da Bíblia. Você entra no pensamento do autor, John Bunyan, e começa a ver como era grande e dramática sua visão de mundo dele e como coincide com a sua. Você também vai querer batalhar para alcançar um fim melhor.

Tempo aproximado: 80 minutos
Ano de produção: 1983
Ano: 2007

domingo, 20 de setembro de 2009

Leste Europeu: INVESTINDO NA EVANGELIZAÇÃO

Um dos maiores desafios dos obreiros da terra na Rússia, na Bielo-Rússia e na Pôlonia é a dificuldade de evangelizar numa região onde é grande a influência da Igreja Ortodoxa. No entanto, a população começa a ouvir mais o Evangelho, apresentado pelos missionários através, principalmente, da obra social.
.
Na Bielo-Rússia, algumas igrejas começaram a sustentar os seus obreiros financeiramente. Segundo o missionário, isso é uma vitória, pois, até então, a obra missionária naquele país era somente receber e jamais dar: "A maioria dos poloneses precisa compreender que a relação íntima de Deus é mais do que ir de vez em quando à igreja; é uma relação que necessita de ações práticas como investimento na obra de evangelização".
.
Fonte: A COLHEITA - Informativo do Programa de Adoção Missionária - PAM
Ano VI - nº28 - Julho/Agosto - 2009.

domingo, 26 de julho de 2009

Funcionário é suspenso por falar de Deus

31/3/2009 - 14h39

INGLATERRA (*) - Um funcionário de um escritório em Londres foi suspenso do trabalho por quase dois meses por encorajar uma sem-teto com uma doença incurável a procurar ajuda em Deus, depois que os médicos disseram a ela para desistir.

De acordo com o Centro Cristão Legal (CLC em inglês), Duke Amachree, 53, funcionário do escritório de prevenção à falta de moradia há mais de 18 anos, foi suspenso em 28 de janeiro por falar de sua fé com um cliente. Em uma entrevista investigativa no final de março, ele recebeu a ordem de não falar sobre religião no trabalho.

A CLC disse que além de terem dito para que ele “nunca fale sobre Deus”, também afirmaram que ele não pode nem dizer “Deus te abençoe”.

Amachree, membro da Igreja World Evangelism em Londres, foi intimado para um interrogatório como resultado de reclamações feitas por alguém do público.

Michael Phillips, advogado que trabalha junto ao CLC, disse: “Em 26 de janeiro, Amachree conheceu uma cliente que seria retirada de sua casa porque o senhorio queria vender a propriedade. Os médicos disseram que ela tinha uma doença incurável, e que por isso só poderia trabalhar meio turno”.

“Durante a conversa, Amachree perguntou para a senhora por que acreditava que suas condições eram incuráveis, e com coragem, comentou que algumas vezes os médicos não têm todas as respostas. Ele estava tão preocupado com o desespero e a falta de esperança da senhora, que sugeriu que ela colocasse sua confiança em Deus. No entanto, a mulher explicou que já havia tentado a religião, e que por não ter nenhuma fé, estava satisfeita com o que os médicos disseram, e pronta para seguir em frente. Ela sorriu, agradeceu e foi embora.”

O CLC afirma que dois dias depois, entregaram uma carta para o senhor Amachree, informando que uma cliente (a senhora) tinha feito sérias acusações contra ele, e por isso, foi suspenso.

O senhor Phillips, que estava presente na reunião, acrescentou: “Em 17 de março, os funcionários de Amachree disseram que ‘Deus deveria ser mantido do lado de fora do ambiente de trabalho’. Ele foi acusado de ultrapassar os limites”.

Amachree está processando o escritório. Ele alega que a decisão de suspendê-lo “privatiza” a fé cristã e vai contra os direitos humanos. Os advogados aguardam o resultado da investigação.

Tradução: Deborah Stafussi

* Este país não se enquadra entre os 50 mais intolerantes ao cristianismo.

Fonte: ANS

Fonte: site Portas Abertas

domingo, 19 de julho de 2009

Compromisso Precioso (filme)


Título original: A Vow To Cherish

Sinopse: O compromisso de uma fé desafiada pelo impossível e testada pelo irresistível afeta a família inteira. O triunfo do espírito de Jesus numa vida vai inspirar a todos quantos assistirem a este filme maravilhoso.

A história comovente do amor entre John e Ellen Brighton. Unidos eles enfrentam uma terrível doença impiedosa, o Mal de Alzheimer, que ou confirmará seu amor ou destruirá a família e seu casamento. Aqui há problemas na carreira profissional, nos relacionamentos familiares e uma confusão que só o poder de um amor real pode superar.

Phil Brighton, o irmão e sócio de John vivem livres demais para entender porque John mantém assim sua fé e seu casamento diante de circunstâncias tão terríveis. Mas a luta de seu irmão faz com que Phil encontre uma nova esperança.

Tempo aproximado: 83 minutos
Ano de produção: 1999
Ano: 2007

sábado, 18 de julho de 2009

Missões também é coisa de criança

31 de dezembro de 2008

A jovem Samya Freire, filha dos missionários Pr. Walter e Alzira Freire, atualmente no Senegal, no Noroeste da África, vive em um contexto social onde predominam os costumes, tradições e a religião islâmica. Tanto na escola quanto nas ruas, Samya convive diariamente com pessoas muçulmanas, inclusive na escola onde estuda.

Um grupo de colegas de classe esteve numa "dara", a casa onde meninos são treinados nos preceitos do Corão pelos marabus, que são homens mais velhos. Ao chegarem na casa, o grupo foi logo informado como vivem as crianças. Os meninos recebem intensivo treinamento nos textos do livro sagrado para os muçulmanos, além de praticarem as cinco orações diárias e obrigatórias voltados para Meca (a cidade sagrada do Islã) e pedirem esmolas na região. Eles são chamados de talibês (expressão árabe que significa aluno do ensino corânico) e levam uma vida de abnegação e muito estudo.

Após a apresentação, foi servido o almoço numa bacia, um prato típico do Senegal chamado Jebu Yap (carne com arroz) que, segundo Samya Freire, estava delicioso. Como a tradição muçulmana recomenda que todos devem comer com as mãos, todos participaram do alimento na bacia. Em seguida, o grupo de alunos entregou doações de roupas para os meninos muçulmanos. Foi nesse momento que Samya, acompanhada de sua mãe, a missionária Alzira Freire, pediu a palavra ao marabu. "Pedi a ele, que prontamente me atendeu, para cantar alguns louvores e compartilhar uma oração. Foi um momento muito bom. Por favor, continuem orando por nós e pelo trabalho junto aos muçulmanos", diz a pequena missionária.

Interceda pelo ministério dos missionários Pr. Walter, Alzira e Samya Freire no Senegal. Que eles sejam usados poderosamente para testemunhar do grande amor de Deus pelos muçulmanos nas várias oportunidades que surgirem no dia-a-dia. Peça ao Pai, também, pela vida dos filhos de missionários que estão nos vários campos na África, Europa, Ásia e Américas, para que eles sejam usados para alcançar amigos e colegas através de seus testemunhos de vida.

Adote, você também, um missionário. O PAM Kids é a oportunidade para as crianças participarem da obra missionária! Clique aqui e saiba mais.


domingo, 12 de julho de 2009

Proclamando o nome de Jesus na Itália

(Por Ailton Figueiredo - 18 de junho de 2009 )

O texto de Atos 9.15 – “Mas o Senhor lhe disse: Vai, porque este é para mim um instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e reis, bem como perante os filhos de Israel” – se tornou uma grande experiência dentro do ministério de proclamar o nome de Jesus na Itália.

Num domingo, durante o culto matutino, apareceu um homem armado próximo à Igreja Batista de Treviso. Uma família viu e chamou a polícia. O homem fugiu, mas o fato ganhou uma grande repercução na cidade; tornou-se, na segunda-feira, a notícia mais importante do jornal local. O título era: “Pavor para os fiéis da Igreja Batista.” Nesse dia, uma pessoa chegou à igreja e procurou pelo pastor, e logo me identifiquei. Ela é a responsável por um movimento filosófico na região Norte da Itália, e estava programando um evento com vários relatores para falar sobre a crise financeira mundial. Eles gostariam de ouvir a opinião da igreja protestante.
.
Lógico que aceitei o convite e, no dia 5 de maio, estava dentro da Universidade de Treviso junto com outros 23 relatores discorrendo sobre aquele tema. Todos eles são professores reconhecidos naquela região do país; docentes da Universidade de Pádova (a principal universidade da Itália), da Universidade de Veneza, da Universidade de Údine e da Universidade de Treviso. Eu me sentia o menor dos menores. Mas quando Deus chama, Ele reveste o Seu servo com o poder do Espírito Santo para proclamar o Seu nome sem temor.
.
E foi nesse poder que pude falar, abertamente, da nossa fé em Cristo Jesus. Comecei com uma foto do planeta Terra invertida, e perguntei-lhes se tinha algo errado. Grande parte afirmou que a foto estava virada, e foi muito “bom” corrigir doutores sobre um conceito tão primário. Pois quanto a Terra, inserida no Universo, não se pode afirmar que existe a parte superior ou inferior, e liguei este erro a conceitos de formação que temos. Onde o imperialismo sempre ensinou que uns mandam e outros obedecem; o Norte comandando o Sul. E, como um sul-americano, pude falar com a mente aberta sobre valores que aprendemos e raciocinamos sem a influência de outros.
.
Pude trabalhar com a crise, não por causa de um problema econômico, porque temos que escavar e olhar a origem. Tudo começa em Gênesis 3, como uma rebeldia. Deus criou o homem como administrador do mundo e não proprietário dele. Em Gênesis 3 entram o pecado e o egoísmo, o individualismo, a segregação e o exclusivismo. A origem da crise é por causa de uma rebeldia do homem a sua própria responsabilidade. O Hemisfério Sul vive a crise há muitos anos e nunca houve interesse do imperialismo dominante; crises sempre existiram. Exemplo como o Egito e a nação de Israel.
.
Terminei falando que a crise somente será resolvida quando o coração do homem retornar a Deus através de Jesus. Mas, infelizmente, os sábios deste mundo preferem crer na Teoria da Evolução e não no poder de restauração de Deus, na morte de Cristo na cruz e no poder da ressurreição. Crer numa teoria feita por um jovem, tão falha, somente uma mentalidade de macaco pode aceitar como um fato real. Depois os desafiei dizendo: olhem para o coração e reconheçam que houve o afastamento de Deus, mas Ele está presente, perdoa e restaura. Assim agindo, podemos descobrir a razão da nossa existência.
.
Essa foi uma grande experiência porque Deus me capacitou e me deu segurança de enfrentar aqueles “sábios”. Ao final fui novamente convidado para outro encontro cujo tema é: “O mal, a morte e a escuridão”. Sem dúvida, é Deus nos chamando para proclamar a Sua mensagem de amor e perdão. Peço a todos que orem e sejam presentes nesses desafios.
.
Pr. João Caio e Astrid Bottega (foto)
missionários dos batistas brasileiros em Treviso, Itália


sábado, 11 de julho de 2009

HUDSON TAYLOR - Missionário na China (filme)


Título original: Hudson Taylor
.
Sinopse: Um homem e seu sonho, um homem e a dura realidade, um simples homem de Deus.
.
Ele sonhava em servir a seu Senhor ao servir o povo chinês. Para tanto era necessário aprender uma coisa: o respeito e o conhecimento da cultura daquele povo, a língua do país e sobretudo aprender que: "O trabalho de Deus feito do modo de Deus nunca ficará sem o suprimento de Deus".
.
Este filme desafia a todos que receberam a grande comissão de ser "testemunhas" e conseqüentemente a tarefa missionária. A história de Hudson Taylor é um exemplo a ser seguido por quem deseja servir a Deus ao servir às pessoas.
.
Tempo aproximado: 88 minutos
Ano de produção: 1981
Ano: 2008

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Ansiedade (por Delane Souza)

Érico Veríssimo escreveu: “Só existem dois dias do ano sobre os quais nada pode ser feito. Um deles se chama ontem e o outro amanhã. Portanto, hoje é o dia certo para você amar, sonhar, ousar, produzir, e acima de tudo acreditar!”.

O ontem, já passou. Não podemos viver presos a ele, pois não temos condições para mudá-lo. O amanhã, ainda não chegou.

Viver antecipando os fatos e o tempo, é viver dominado por um sentimento definido como “estresse antecipado”, que é um estado de ansiedade.

A ansiedade, segundo a psiquiatria médica, é uma sensação de receio e de apreensão, sem causa evidente, e que pode causar fatores que sentimos no nosso organismo, como a aceleração dos batimentos cardíacos (taquicardia), o suor excessivo (sudorese) e outros.

A ansiedade é definida, ainda, como uma situação de aflição, angústia e agonia, que é causada pela incerteza ou receio. Daí, a definição de “estresse antecipado”. A pessoa sofre sem um motivo evidente. Quer antecipar o futuro, o amanhã.

Ela conduz a pessoa a uma sucessão de raciocínios lógicos e ilógicos, reais e irreais. Um pensamento vai se somando a outro, até que chega o momento da realidade, que pode trazer frustrações. A ansiedade alimentada pode levar ao estado depressivo.

O que fazer quando este sentimento nos aflige e tira a nossa paz, prejudicando, até, a nossa confiança em Deus? Qual é a terapia?

O sábio Salomão, em Pv 12.25, ensina: “A ansiedade no coração do homem o abate, mas uma boa palavra o alegra”. Ele receita “uma boa palavra”.

O apóstolo Pedro ensina que, para nos livrarmos da ansiedade, devemos lançá-la sobre Deus, porque Ele tem cuidado de nós. (1 Pe 5.7)

Jesus Cristo, do alto da sua sabedoria e autoridade, disse, nos textos registrados por Mateus (6.25-28) e Lucas (12.22-26); “não estejais ansiosos…” E dá, pelo menos, quatro motivos:

1. Não há razão para estarmos ansiosos, se confiamos em Deus.

2. Não podemos, sozinhos, satisfazer a nossa ansiedade.
3. Temos muito valor para Deus.

4. E, com certeza, Ele cuida de nós.

O apóstolo Paulo, fiel às palavras do divino Mestre, aconselhou à igreja de Filipos (e recomenda a todos nós): “Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças”. (Fp 4.6)

A ansiedade tem se tornado o grande mal da humanidade, atingindo todas as faixas etárias, desde a mais tenra idade. Alguns precisam de medicamentos feitos pelos homens. Mas, com certeza, todos, precisam seguir a terapia ensinada pela Palavra de Deus.

Delane Souza

(Fonte: site PIB de Vitória - Pastoral do dia 03/05/2009)

segunda-feira, 6 de julho de 2009

MOBILIZAÇÃO - Proteste contra o acordo!

Convocação para mobilizar o povo evangélico contra o acordo entre o Brasil e a Santa Sé.

"O texto abre caminho para que o Brasil volte a ser um Estado confessional, com uma religião oficial com mais prerrogativas do que as outras. Isso fere a Constituição, pois tem a ver com a liberdade de crença, a pluralidade de religião, a diversidade de culto". Coordenador da bancada evangélica, deputado João Campos (PSDB-GO), considera que o tratado fere a separação entre Estado e Igreja prevista na Constituição.O acordo privilegia de outras formas a igreja católica e a matéria será votada nessa próxima semana. VOCÊ precisa se posicionar.


Para saber mais sobre o assunto acesse o site da Primeira Igreja Batista de Curitiba e preencha o formulário, colocando seu nome, RG e sua mensagem contrária ao acordo.

domingo, 5 de julho de 2009

Levanta e Resplandece (livro)

Até 1949, não havia Mensageiras do Rei no Brasil. As organizações existentes eram a sociedade de crianças e a sociedade de moças. Neste mesmo ano foi criada a organização de mensageiras do rei, organização voltada para as meninas de 9 à 16 anos com o foco missionário, tendo como sua primeira líder eleita a missionária americana Minnie Lou Lanier, que foi muito importante para este trabalho aqui no Brasil.



Biografia de Minnie Lou Lanier,
missionária norte-americana no Brasil.

Em 1949, em obediência a uma chamada divina, ela aceitou o desafio de viajar pelo Brasil para ensinar as meninas das igrejas batistas a amarem missões.

Com talento e simpatia, Minnie Lou consquistou o coração das meninas e líderes do seu tempo e, graças ao seu trabalho dedicado, deixou-nos um grande legado: a organização Mensageiras do Rei.

Autor: Dinalva de Salles Queiroz
Edição: 6ª / 2005
Número de páginas: 48
Formato: 15 x 21 cm
ISBN 978-85-98663-08-1

Celina Veronese

sábado, 4 de julho de 2009

IDE (por Pr Paulo Eduardo)

Viver o evangelho do Senhor Jesus tendo como perspectiva apenas o atendimento das demandas pessoais é viver um evangelho deficiente, substancialmente diferente e distante daquele que o próprio Cristo pregou.

É verdade que recebemos bênçãos especiais dos céus ao nos tornarmos seguidores do Salvador. Creio nisto porque a Palavra assim afirma, e também porque o tenho experimentado na minha vida pessoal.

Como crentes, recebemos a garantia de que passaremos a eternidade no céu; desfrutamos da benção da comunhão com os irmãos de fé; oramos, e somos respondidos; providências divinas acontecem; livramentos e curas ocorrem como resultados das súplicas que fazemos e da misericórdia de Deus. Tenho experimentado tudo isto e creio que qualquer crente pode experimentar.

No entanto, é fundamental que no afã de recebermos bênçãos, não esvaziemos a nossa consciência cristã do sentido de missão inerente ao evangelho. Ir e transmitir é a nossa missão. Receber bênçãos e compartilhar com outros acerca do doador das bênçãos é nosso dever. Ter visão do que Deus pode fazer em nossas próprias vidas, e também nas vidas de outras pessoas, até mesmo daqueles que estão distantes de nós e que talvez nós nunca veremos, é algo que Jesus nos exorta a que tenhamos.

Alem de ser um dever, o IDE de Jesus dá sentido ao nosso viver. É muito bom sermos pessoalmente abençoados, e também é imensamente abençoador vermos pessoas sendo abençoadas através da nossa instrumentalidade. Somos edificados ao contribuirmos para que outros sejam edificados; somos enriquecidos pela graça de Deus quando somos usados para que outros conheçam a benção que é seguir a Jesus.

Por tudo isso, devemos cumprir o IDE de Jesus. Devemos cumpri-lo orando e sustentando aqueles que o próprio Deus comissionou para irem. Devemos cumprir o IDE de Jesus indo às ruas, às praças, deixando o recinto religioso confortável e anunciando de modo arrojado e corajoso o nome que é sobre todo nome, o santo nome de Jesus.

Pr. Paulo Eduardo

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Começa a Trans 2009 em três estados brasileiros: Tocantins, Alagoas e Piauí

A Operação Jesus Transforma já começou em três estados: Alagoas, Tocantins e Piauí. Em cada um desses estados, os voluntários, cerca de 600, já iniciaram a fase de treinamento, onde recebem instruções sobre técnicas de abordagem evangelística e informações sobre seus campos de atuação.

Do Piauí, o coordenador da Trans, Pr. Joel Ferreira da Silva, informou que os voluntários estão bastante empolgados com o projeto. "O negócio é impressionante! Eles chegaram aqui cantando, vibrando. A turma do Pará, com 11 pessoas e, dentre eles, 9 seminaristas, chegou fazendo festa, com bandeiras nas mãos", destacou. Os pastores Fernando Brandão (diretor executivo da JMN) e Josué Salgado (presidente da CBB) deram as boas vindas aos voluntários na manhã dessa quinta-feira. Pelo telefone, encorajaram os participantes a prosseguir, dando respostas aos desafios do campo.

Os 320 voluntários do Piauí foram divididos em três bases estratégicas: no sul, centro-sul e centro-norte do Estado. Para participar, alguns enfrentaram uma longa jornada. Duas voluntárias do Pará percorreram o rio Jari durante três dias até Belém. Em seguida, viajaram 13 horas de ônibus para chegar a Teresina. Uma terceira, também do Pará, fez o mesmo trajeto até Belém, mas enfrentou mais 30 horas até Cristino Castro, no sul do Piauí. Tanto esforço valerá a pena quando vislumbrarem o florescer das sementes plantadas nas cidades-alvo.

Os voluntários da Trans nos três estados estão, nesse momento, em treinamento e à noite participarão do culto de comissionamento. Amanhã bem cedo seguirão para os campos, levando Cristo em localidades pioneiras ou de revitalização.


domingo, 28 de junho de 2009

O Gigante que Dorme (livro)

Biografia de William Buck Bagby
Primeiro missionário enviado ao Brasil

Em 1881, o Brasil, o gigante adormecido espiritualmente, recebe o primeiro casal de missionários batistas: Ana e William Bagby. Seu único desejo é o de acordar os brasileiros do sono do pecado. Firmes em seu ideal, os missionários enfrentam perseguições das quais saem vitoriosos.

Autor: Helena Bagby Harrison
Edição: 5ª / 2001
Número de páginas: 32
Formato: 15 x 21 cm
ISBN 978-85-7787-000-0

APRESENTAÇÃO:

Este livro mostra as primeiras tentativas para acordar o Brasil, grande gigante adormecido espiritualmente.

Tudo começou em 1881. Governava a nação o Imperador D. Pedro II. Muitos anos se passaram desde que ele assumira o poder com apenas 14 e meio anos de idade. Para os batistas o ano 1881 é inesquecível porque naquele ano chegou o casal Bagby, primeiros missionários enviados ao Brasil.

Este país estava muito agitado naquela década de 80. Ano após ano crescia o movimento para acabar com a escravatura no Brasil. "Nunca se veria no Brasil movimento que empolgasse tanto a nação, que tanto levantasse a consciência dos brasileiros" (Tapajós, Vicente _ 1967). Chegou 1888 D. Pedro II estava fora do país. Sua filha, a princesa Isabel, ocupava o trono. E no dia 13 de Maio assinou a famosa Lei Áurea, que acabou com escravatura no Brasil. Bagby descreve muito bem as comemorações que tomaram conta do país naquela ocasião, numa linda carta que este livro apresenta.

Quanta coisa os nossos missionários pioneiros testemunharam! Em 1889 a queda do Império e a desejada proclamação da República. Um novo Brasil surgiu diante de seu olhos!

No entanto, sua maior felicidade era trabalhar para libertar os brasileiros da escravidão do pecado, para levá-los a aceitar Cristo como Salvador pessoal. A mais gloriosa transformação era a que acontecia no coração de cada brasileiro que se entregasse a Cristo.

Anos de aventuras missionárias. Heroísmo. Coragem. Perseguições. Vitórias.

Era preciso acordar o Brasil para Cristo!

Divisão de Mensageiras do Rei (da UFMBB)

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Projeto Cristo para os HINDUS POPULARES

No Norte da Índia, onde vivem cerca de 400 milhões de pessoas, existe um enorme grupo, adepto de uma corrente hinduísmo, ainda não-alcançado: são os hindus populares.

Os batistas brasileiros, através de Missões Mundiais, estão no Norte da Índia desde 1994. Foram plantadas 30 novas comunidades cristãs (igrejas domésticas) entre vários grupos étnicos locais. Atualmente, cerca de mil pessoas, todas ex-hinduístas, participam das reuniões.

Para apoiar o trabalho dos missionários, a JMM firmou uma parceria com a Associação Batista Jeevan Jyoti ("Vida e Luz") - ABVL. A meta é a plantação de 25 novas frentes missionárias e a construção de um Centro de Desenvolvimento Comunitário para atender às necessidades da população local e apoiar os convertidos (que são fortemente perseguidos).

O objetivo da parceria é a expansão da obra missionária entre os hindus dessa região da Índia, anunciando a salvação em Cristo de forma estratégica e preparando os obreiros da terra para o ministério missionário.

Como ajudar?

A Associação Batista Vida e Luz precisa de sua ajuda para:

  • Construção do prédio administrativo e educacional (a ABVL já possui o terreno);
  • Compra de um veículo para transporte e cargas;
  • Compra de terrenos para construção de sete das 30 igrejas já existentes;
  • Treinamento dos missionários da terra;
  • Hospedagem de equipes de voluntários para auxiliar nos projetos.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

A Cruz e o Punhal (filme)


As gangues de Nova Iorque encontram a solução para os problemas mais pesados de suas vidas.


Título original: The Cross and The Switchblade

Sinopse: A história verídica que mostra David Wilkerson penetrando o mundo desesperado de Nicky Cruz... do vício, da violência e os conflitos urbanos para falar do amor de Deus.

Será que as gangues que roubam, vendem drogas e controlam a cidade vão ouvir este pregador que invade suas vidas e seus territórios?

Um filme clássico e explosivo, com muita ação e suspense, que continua alcançando corações!

Tempo aproximado: 105 minutos
Ano de produção: 1970
Ano: 2006

terça-feira, 23 de junho de 2009

Balthasar Hubmaier: a verdade não se mata

Nem sempre houve batistas, presbiterianos, metodistas, assembleianos e católicos. No início só havia uma igreja: a igreja cristã. Esta igreja se tornou, cerca de quatro séculos depois, em Igreja Católica. Quando começou o chamado mundo moderno, pondo fim à chamada Idade Média, esta Igreja Católica foi deixando de ser única.

Na Alemanha e na Suíça várias pessoas se organizaram em movimentos em busca de mais liberdade e mais santidade.

Um destes grupos achava que a Igreja Católica estava completamente corrompida e nada tinha mais de cristã. Para eles, um dos principais motivos para isto era que as pessoas se diziam cristãs sem terem passado pela experiência da conversão.

Por isto, não aceitavam de jeito nenhum que uma pessoa fosse batizada ao nascer. O batismo devia ser uma demonstração pública e consciente de uma pessoa que tinha aceito Jesus Cristo como seu Salvador e Senhor. Não podia ser coisa para criança.

Assim, quando uma pessoa vinha até eles e se convertia era batizada, alguns por aspersão (jogando um pouco d'água na cabeça) e outros por imersão (mergulhando inteiramente na água). Quem não pertencia a estes movimentos achava que eles rebatizavam as pessoas. Por isto chamavam a estes crentes de “anabatistas”, isto é, rebatizadores.

Essa ideia era um escândalo naquela época. Menos para o alemão Balthasar Hubmaier. No início, ele seguia o pensamento da época. Aluno de Johann Eck, grande adversário de Martinho Lutero. Foi assim que adquiriu o seu doutorado em Teologia. Logo se tornou um pregador famoso. Seus sermões contra os judeus levaram à expulsão deles da cidade e ao fechamento da sua sinagoga, transformada numa capela católica.

Logo depois, mudou-se para uma cidade próxima da Suíça e conheceu o protestantismo. Ele visitou o grande teólogo Erasmo, da Holanda, e se tornou amigo e colaborador de Zwinglio, o reformador suíço.

A partir daí sua liberdade de pensamento constituiu-se num perigo para sua vida. O governo pediu sua prisão e ele teve de fugir para um convento. Suas ideias sobre o batismo se chocaram com as de Zwinglio.

Aprofundando-se nos estudos, conheceu Conrad Grebel e aceitou as ideias anabatistas (valorização da experiência religiosa pessoal, recusa do batismo infantil e aceitação da separação completa entre Igreja e Estado).

Por esta época havia um movimento anabatista muito forte, liderado por Thomas Münzer. Hubmaier se aproximou do grupo. Parece até que ele ajudou a escrever os 12 artigos que continham as reivindicações dos camponeses:

- achamos que cada comunidade (igreja) tem o direito de escolher seu próprio pastor;

- entendemos que é justo pagar-se o grande dízimo sobre a colheita, mas não os pequenos dízimos;

- declaramos que a servidão, vivida sob a forma de trabalhos excessivos ou forçados e de arrendamentos desfavoráveis, é contra o Evangelho e contra a liberdade cristã;

- exigimos o direito de pescar, caçar e tirar madeira nas florestas comuns;

- queremos julgamentos justos conforme as leis escritas;

- exigimos o fim dos impostos de herança, que mantêm órfãos e viúvas na miséria;

- informamos que estamos dispostos a retirar qualquer artigo que contrarie a Palavra de Deus.

Hubmaier, no entanto, se afastou quando descobriu que eles admitiam a violência como método de defesa e pregação de suas ideias no campo social - o resultado seria a chamada Guerra dos Camponeses, quando mais de 100 mil civis, armados pobremente e pobremente treinados, foram assassinados pelos exércitos governamentais com a concordância de Lutero. Este foi um dos maiores crimes praticados contra a humanidade em toda a sua história. Feito, infelizmente, como muitos outros, em nome de Deus.

Diferentemente de quase todo mundo nesta época, Hubmaier era um pacifista. Nada de guerra.

Num dos seus sermões disse ter recebido a orientação de Deus para condenar o batismo de crianças. Pouco depois foi batizado junto com sua igreja e passou a batizar outros adultos. A seguir escreveu seu livro mais famoso: “O Batismo Cristão de Crentes”. Ele acabou com a missa e tirou o altar, a pia batismal, as imagens e as cruzes da sua igreja.

Por isto foi preso e obrigado a renunciar às suas ideias. Entretanto, uma ideia não se mata, como ele mesmo disse. Solto, foi para outra cidade levando consigo uma pequena gráfica na qual imprimiu vários folhetos e formou várias igrejas. Fez isto até que foi preso e levado para Viena junto com sua esposa. Acusação: ter participado da Guerra dos Camponeses ao lado dos anabatistas. Desta vez, ele ficou firme.

Foi queimado vivo numa estaca, sem perder a serenidade. Suas cinzas foram jogadas no rio Danúbio. Neste mesmo rio, três dias depois, sua corajosa esposa foi afogada à força com uma pedra amarrada ao pescoço. Sua igreja continuou e suas ideias foram levadas a toda Europa.

Nós, batistas, devemos muito a este defensor da liberdade religiosa.

ISRAEL BELO DE AZEVEDO
israelbelo@gmail.com
Pastor da IB em Itacuruçá (RJ)
.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Diga sim para missões!

Como perdemos tempo!
Quantas vezes dizemos: "Não tenho tempo!" O fato é que encontramos tempo para tudo o que queremos fazer, mas às vezes temos dificuldades em reservar um tempo para falar a outros do nosso melhor amigo: Jesus.
Você, que tem a boa notícia de que só Jesus Cristo salva, transmita-a em voz alta, para que muitos possam recebê-la.
Lembre-se de que "não podemos deixar de falar das coisas que temos visto e ouvido" (Atos 4:20).
Em diferentes lugares do país, os missionários de Missões Nacionais têm anunciado que precisamos dizer sim ao amigo Jesus Cristo. Você pode se juntar a eles por meio de suas orações e ofertas. Diga sim para missões!

Entre hansenianos
Em Marituba, no Pará, existe uma colônia de hansenianos. Recentemente, os missionários que trabalham ali construíram um tabernáculo, um local em que as pessoas se reúnem para prestar adoração ao Senhor Jesus.
Diga sim para missões entre os hansenianos.
.
Entre surdos
Outro projeto que se desenvolve cada dia mais é o projeto com surdos, que é coordenado pela missionária Marília Moraes Manhães. Esse projeto tem realizado congressos com surdos e preparado liderança junto às igrejas interessadas em desenvolver ministérios com surdos, além de oferecer cursos na Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), usada na comunicação dos surdos. Dessa maneira, muitos surdos têm compreendido o amor de Deus por eles.
Diga sim para missões entre surdos!

Entre marginalizados
A missionária Zandra Queila da Silva Queiroz trabalha com projeto Esperança na Praça, por meio do qual são atendidas pessoas marginalizadas e moradores de rua do Rio de Janeiro, dentre outras pessoas. Esse projeto tem sido canal para o amor de Deus ser derramado na vida de muitas pessoas.
Diga sim para missões entre marginalizados!
.
Na área educacional
Nessa área, temos os colégios de Tocantínia (TO), e o Instituto Batista de Carolina (MA), nos quais os missionários de Missões Nacionais estão falando de Jesus aos alunos e aos familiares. Todos nós podemos ler muitos livros e alcançar um elevado grau de conhecimento, mas "a intimidade do Senhor é para os que o temem" (Salmos 25:14). É por isso que os missionários que ali atuam se dedicam para que todas as crianças adquiram o conhecimento científico e conhecimento no Senhor Jesus.
Diga sim para missões na área educacional!
.
Entre marinheiros
Quando o Senhor Jesus nos envia para o seu serviço, ele abre as portas. Pode ser que tenhamos de dar um salto ousado para ir parar no lugar que ele determinar. E esse lugar pode ser até mesmo o Oceano Atlântico, ao lado do Pr. Jayder André de Oliveira, que atua em Capelania Portuária. Na cidade de Guarapari (ES), onde ele se encontra, os marinheiros recebem apoio e ouvem a Palavra de Deus.
Diga sim para missões entre marinheiros!

Em penitenciárias
Há também o ministério entre aquelas pessoas que ficam à margem da sociedade, que são discriminadas por terem cometido atos que são contrários à Lei.
Em Salvador (BA), temos o Projeto SOS Presídio, por meio do qual os presos e seus familiares recebem visitas dos missionários, que lhes apresentam a Palavra de Deus.
Diga sim para missões entre presidiários!

Em hospitais
Através da Capelania Hospitalar, muitas pessoas têm sido ganhas para Jesus. Em muitos casos, o capelão é a última pessoa com a qual o enfermo conversa antes de morrer. Outras, no entanto, se recuperam e, convertidas, passam a testemunhar de Jesus a outros.
Recentemente, veio visitar o nosso campo missionário de Itacajá (TO), um irmão em Cristo que conheceu Jesus num leito do Hospital do Andaraí, no Rio de Janeiro.
Não fazemos idéia de quantas pessoas já foram curadas de suas feridas físicas e espirituais por meio da capelania hospitalar. Portanto, vale a pena você dizer sim para missões em hospitais.

Nos Lares Batistas
Jesus sentiu compaixão pelas pessoas. A compaixão é um sentimento que leva à ação. É ela que nos leva a acolher crianças em nossos lares: o Lar Batista David Gomes (BA), o REAME (RJ), o Lar Batista Esperança (PR), o Lar Batista F.F. Soren (TO). Em decorrência do discipulado que é realizado com as crianças, elas recebem Jesus como Salvador e passam a ajudar os missionários na evangelização de outras pessoas.
Estávamos evangelizando um bairro bem pobre em companhia das crianças do Lar Batista F.F. Soren, quando uma das meninas do Lar me disse: "Tia, quero evangelizar todas as famílias deste bairro para que ninguém mais morra como o meu pai e a minha mãe, sem conhecer Jesus".

Nas frentes missionárias
Você também pode dizer sim para missões se orar pelas frentes missionárias e pelos Radicais, que trabalham na conservação dos resultados das Trans ou apóiam outros campos no desenvolvimento do Projeto Igreja Dez, um projeto que visa à plantação de igrejas fortes com visão de multiplicação.
.
Missões: uma obra movida pelo amor
A obra missionária é movida pelo amor, a começar pelo amor de Deus, que possibilitou a vinda de Jesus ao mundo para tornar o nosso Salvador. Os missionários, por sua vez, transmitem a mensagem do evangelho com muito amor. Os cristãos são pessoas que amam os perdidos com o amor que o próprio Deus coloca em seus corações.
Através dos tempos, movidos pelo amor, homens e mulheres viveram para pregar o evangelho. Alguns deles chegaram a morrer por essa causa. E sabe por quê? Porque não há sentimento que mais possa impulsionar o cristão a falar de Jesus do que amor de Deus no seu coração.
Por amor, Jesus Cristo, o Filho de Deus, morreu em nosso lugar. Esse seu tão grande amor por nós deve nos constranger a viver para Ele, oferecendo-nos para servi-Lo como seus servos (II Coríntios 5:14).

(Fonte: Revista Aventura Missionária - 3T06 - 2006)